Agricultores polacos prometem continuar protestos na fronteira com a Ucrânia

Agricultores polacos alertam que vão continuar com os protestos
Agricultores polacos alertam que vão continuar com os protestos Direitos de autor Paul White/Copyright 2024 The AP. All rights reserved
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Agricultores polacos são contra a importação isenta de direitos dos produtos agrícolas da Ucrânia e o Pacto Verde da União Europeia.

PUBLICIDADE

Os protestos dos agricultures continuam em vários países da Europa. Na Polónia, as estradas que conduzem aos postos fronteiriços com a Ucrânia voltaram a ser bloqueadas.

Os agricultores polacos afirmam que vão continuar a manifestar-se até que as suas exigências sejam satisfeitas. O sector está contra a isenção de taxas alfandegárias às exportações ucranianas e a política ambiental da União Europeia.

Uma grande marcha em Varsóvia, marcada pelos agricultores polacos, está planeada para o próximo 20 de fevereiro.

Já em Espanha, o décimo dia consecutivo de protestos dos agricultores assinalou-se com uma manifestação em frente ao Ministério da Agricultura em Madrid.

Os agricultores espanhóis denunciam a crise que o sector está a atravessar e pedem que as condições para a importação de alimentos de países terceiros sejam mais rigorosas, segundo as agências internacionais.

Em França, alguns agricultores voltaram a sair à rua e bloquearam com os seus tratores o acesso ao famoso castelo de Chambord, no Vale do Loire. Os agricultores exigem "acções concretas e rápidas" do Governo.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Governo checo descarta protestos dos agricultores por terem sido organizados por grupos pró-Kremlin

Agricultores checos querem país fora do Pacto Ecológico Europeu

Agricultores checos levam tratores ao centro de Praga