Número de mortos em Gaza ultrapassa 29 mil. Tensão no Líbano segue em crescendo

Israel prometeu avançar com ofensiva terrestre em direção a Rafah
Israel prometeu avançar com ofensiva terrestre em direção a Rafah Direitos de autor Tsafrir Abayov/Copyright 2024 The AP. All rights reserved.
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Número de mortos em Gaza supera agora os 29 mil. Israel prometeu ofensiva terrestre em Rafah se Hamas não libertar reféns até dia 10. Tensão no Líbano aumenta após novos ataques áereos israelitas.

PUBLICIDADE

A ofensiva militar israelita em resposta aos ataques de 7 de outubro do ano passado já fez mais de 29 mil mortos, de acordo com o último balanço do Ministério da Saúde de Gaza, liderado pelo Hamas.

O primeiro-ministro israelita, Benjamin Netanyahu, prometeu continuar os ataques até alcançar a "vitória total" contra o Hamas e já prometeu que, caso o Hamas não liberte os reféns israelitas até ao Ramadão, a ofensiva terrestre vai seguir para Rafah, junto à fronteira com o Egito, onde neste momento se concentram já milhão e meio de civis palestinianos.

Na segunda-feira, as Forças de Defesa de Israel divulgaram um vídeo da família Bibas em Khan Younis, horas depois de terem sido raptada pelo Hamas, a 7 de outubro. 

As imagens partilhadas pelo Times of Israel mostram a mãe, Shiri Bibas, e os seus filhos Ariel e Kfir, na altura com quatro anos e 10 meses, respetivamente, a serem colocados debaixo de um lençol e cercados por homens armados. De seguida, entram dentro de um carro.

"Com base nas informações de que dispomos, estamos muito preocupados com o estado e a segurança de Shiri e das crianças e estamos a fazer todos os esforços para obter mais informações sobre o seu destino", afirmou o porta-voz das IDF, revelando que o vídeo foi captado de um posto militar da brigada Mujahideen e obtido pelas IDF em Khan Younis.

Tensão aumenta no Líbano após novos ataques israelitas

O conflito começa agora a ganhar uma verdadeira dimensão regional, depois de as forças israelitas terem levado a cabo pelo menos dois ataques aéreos na cidade costeira de Ghaziyeh, no sul do Líbano.

Nos últimos dias, a troca de fogo entre Israel e o grupo armado libanês Hezbollah, apoiado pelo Irão, tem sido incessante.

A Agência Nacional de Notícias do Líbano avançou que 14 pessoas ficaram feridas na sequência dos ataques aéreos israelitas que, segundo as IDF, atingiram um depósito de armas.

Segundo relatos na imprensa internacional, os ataques atingiram um armazém onde eram fabricados pneus e geradores de eletricidade, e as imediações de uma fábrica, deixando "14 feridos, a maioria dos quais trabalhadores sírios e palestinianos".

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Palestina acusa Israel de discriminação racial e apartheid

Ativistas pró-Palestina vandalizam edifício do MNE em Lisboa: "Israel Mata, Portugal Apoia"

ONU preocupada com distribuição de água em Gaza