Preservar a identidade do Qatar através do seu património arquitetónico

Preservar a identidade do Qatar através do seu património arquitetónico
Direitos de autor euronews
De  Euronews
Partilhe esta notícia
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Desde superestruturas energeticamente eficientes a edifícios antigos reaproveitados, ou à premiada cidade inteligente de Msheireb, o Qatar está a colher os frutos de lançar as bases de um futuro mais verde.

PUBLICIDADE

Neste episódio de Qatar 365, Laila Humairah e Aadel Haleem analisam mais de perto a evolução da arquitetura do Qatar.

Laila fez uma visita guiada ao Quartel dos Bombeiros de Doha. Construído em 1982, e outrora dedicado à segurança e proteção dos residentes de Doha. Agora é um elemento vibrante e ativo da vida urbana de Doha. O icónico edifício foi reconvertido em museu e num espaço de arte contemporânea. 

O arquiteto japonês Arata Isozaki projetou o Centro Nacional de Convenções do Catar, cuja fachada apresenta as raízes entrelaçadas da árvore Sidra.   Aadel Haleem descobriu que o arquiteto criou o edifício ultramoderno tendo em mente elementos do passado.    A árvore sidra é um dos símbolos nacionais do Qatar, o edifício do QNCC simboliza a capacidade do país para incorporar uma estética contemporânea, sem perder o contacto com as suas raízes.

É difícil falar de proezas arquitetónicas no Qatar sem mencionar Msheireb. Já conhecida como o primeiro projeto mundial de regeneração sustentável de centro da cidade, a zona está a melhorar o seu estatuto de cidade inteligente.

Ali Al Kuwari e Fatima Fawzi, respetivamente CEO e chefe da equipa de sustentabilidade da Msheireb Properties, explicaram a Laila como utilizam a tecnologia para reforçar as características de sustentabilidade da zona, e assim, melhorar ainda mais a experiência dos residentes e visitantes.

Partilhe esta notícia