EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

ISW: Ucrânia conseguiu reduzir significativamente as atividades da Rússia no Mar Negro

A Marinha russa tem sido repetidamente forçada a reavaliar a sua apetência pelo risco.
A Marinha russa tem sido repetidamente forçada a reavaliar a sua apetência pelo risco. Direitos de autor euronews
Direitos de autor euronews
De  Oleksandra Vakulina
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied
Artigo publicado originalmente em inglês

No final de fevereiro assinala-se o 10º aniversário da invasão russa e da consequente anexação ilegal da Crimeia. Afirma o Ministério da Defesa do Reino Unido: as tácticas da Rússia contra a guerra criativa da Ucrânia no Mar Negro estão a ficar aquém das expectativas.

PUBLICIDADE

As autoridades russas e os meios de comunicação social estatais abstiveram-se, em grande medida, de discutir publicamente o segundo aniversário da invasão total da Ucrânia pela Rússia, em 24 de fevereiro, provavelmente num esforço para evitar abordar o fracasso da Rússia em atingir os seus objetivos declarados de guerra, com custos humanos significativos, - diz a ISW.

O final de fevereiro marca também o 10º aniversário da invasão russa e a consequente anexação ilegal da Crimeia. Afirma o Ministério da Defesa do Reino Unido: as tácticas da Rússia contra a guerra criativa da Ucrânia no Mar Negro estão a ficar aquém das expectativas.

No início da invasão em grande escala, em fevereiro de 2022, a Marinha russa manteve a liberdade de manobra em todo o Mar Negro, principalmente no noroeste.

Após o sucesso da Ucrânia no emprego de alternativas assimétricas à sua falta de uma marinha tradicional - como mísseis guiados e navios sem tripulação - a Marinha russa foi repetidamente forçada a reavaliar a sua apetência pelo risco.

A Ucrânia continuou a elevar a perceção da ameaça russa a novos máximos através de atividades de ataque combinadas em terra e no mar, obrigando as unidades da Frota do Mar Negro a deslocar as suas principais áreas de operação para o leste do Mar Negro.

Este mapa de defesa do Reino Unido mostra as principais áreas operacionais marítimas da Rússia no Mar Negro:

A primeira área é onde a Frota do Mar Negro está a operar com menor risco.

A segunda - com risco acrescido,

A terceira, de maior risco, e a quarta, onde as operações no Mar Negro são negadas.

O ministro da defesa britânico, Grant Shapps, afirmou no final de dezembro que a Rússia tinha perdido 20% da sua frota do Mar Negro nos quatro meses anteriores. A nível estratégico, a abordagem da Ucrânia negou à Rússia a capacidade de interferir nas suas rotas comerciais marítimas

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Polónia prolonga direito de residência a refugiados ucranianos

Macron diz que envio de tropas ocidentais para o terreno na Ucrânia "não está excluído"

Ucrânia com dificuldades para reparar infraestruturas de energia devido a constantes ataques russos