Famílias de reféns do Hamas iniciam marcha em Israel

Marcha pela libertação dos reféns do Hamas
Marcha pela libertação dos reféns do Hamas Direitos de autor Captura de vídeo de AP
Direitos de autor Captura de vídeo de AP
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Iniciativa vai durar quatro dias e terminar perto da residência oficial do primeiro-ministro.

PUBLICIDADE

As famílias dos reféns detidos em Gaza iniciaram uma marcha de quatro dias para exigir a sua libertação. A marcha partiu do kibutz Reim, um dos locais onde aconteceu o ataque do Hamas, no dia 7 de outubro, em direção a Jerusalém, e terminará perto da residência oficial do primeiro-ministro Benjamin Netanyahu.

"Vamos levá-los de volta para casa. Da última vez que marchámos, trouxemos alguns, e hoje vamos trazer o resto para casa”, disse Inbal Tzach, prima de um dos reféns.

A marcha conta com a presença de pessoas que foram raptadas e entretanto libertadas na sequência de um acordo alcançado no final de novembro. Algumas delas deixaram as famílias nas mãos do grupo palestiniano.

A iniciativa acontece numa altura em que negociadores dos Estados Unidos, Egito e Qatar estão a trabalhar num acordo segundo o qual o Hamas libertaria algumas das dezenas de reféns em troca de prisioneiros palestinianos e de uma paragem de seis semanas nos combates.

A guerra desencadeou uma catástrofe humanitária em Gaza e suscitou a preocupação mundial com a situação em Rafah, a cidade junto à fronteira com o Egito, para onde fugiram onde 1,4 milhões de palestinianos.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Estados Unidos vetam projeto para ONU reconhecer Palestina como membro pleno

Israel ataca acampamento no pátio de hospital

Israel confirma ter matado o "número três" do Hamas em ataque na Faixa de Gaza