Eleições Portugal: Mais de 200 mil eleitores optaram por votar antecipadamente

Avenida da República em Lisboa
Avenida da República em Lisboa Direitos de autor Armando Franca/Copyright 2024 The AP. All rights reserved
Direitos de autor Armando Franca/Copyright 2024 The AP. All rights reserved
De  Manuel Ribeiro
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

De acordo com o Ministério da Administração Interna, 208 mil eleitores inscreveram-se no voto antecipado e foram às urnas no domingo, uma semana antes das eleições em Portugal.

PUBLICIDADE

O voto antecipado permite aos eleitores votarem uma semana antes do dia das eleições num concelho à sua escolha desde que façam a respetiva inscrição com a devida antecedência.

Mais de 10 milhões de portugueses vão poder escolher os 230 deputados à Assembleia da República, incluindo o próximo chefe do governo, no dia 10 de março.

Nestas eleições, que acontecem na sequência do pedido de demissão do primeiro-ministro, António Costa, depois das alegadas acusações do Ministério Público na Operação Influencer, concorrem 18 forças políticas, 15 partidos e três coligações. Sendo o PS e a AD (Coligação PSD+PP+PPM) os favoritos a vencer, segundo as sondagens.

De acordo com uma sondagem da Consulmark2 para a Euronews e Nascer do SOL, a coligação formada pelo PSD, CDS-PP e PPM surge em primeiro lugar, com 30% das intenções de voto, à frente do Partido Socialista (PS) de Pedro Nuno Santos com 27,4%. O chega obteve 18,1% nas intenções de voto, nesta sondagem efetuada entre 6 e 12 de fevereiro de 2024.

Já a sondagem mais recente, de 22 a 26 de fevereiro, dá 33% para a coligação AD, 27% para o PS e 17% para o Chega. Iniciativa Liberal surge com 6% de intenções de voto e o BE com 5%, diz a responsável pelo inquérito, a CESOP.

No domingo, 3 de março, entre os 208 mil eleitores que escolheram votar antecipadamente, esteve o presidente da República. 

Marcelo Rebelo de Sousa decidiu votar uma semana antes, afirmando que “já tinha tudo esclarecido” sobre quem votar, disse o presidente da República, na Cidade Universitária, em Lisboa.

O presidente destacou que a “resposta dos portugueses foi muito boa” na votação antecipada, associando a medida como positiva para combater a abstenção.

De recordar que inscreveram-se para o voto antecipado 208.007 eleitores, segundo informação do Ministério da Administração Interna. Menos do que nas legislativas de 2022 (315.785 inscritos), mas muito superior aos inscritos nas legislativas de 2019 (56.291).

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

AD vence eleições nos Açores sem maioria absoluta

Extrema-direita define estratégia para as eleições europeias em Portugal

Portugal: Dissolução do Parlamento e eleições antecipadas a 10 de março.