Kiev volta a estar debaixo de fogo: ataque russo com mísseis hipersónicos faz pelo menos 7 feridos

Destroços de um míssil atingiram um prédio de três andares em Pechersk
Destroços de um míssil atingiram um prédio de três andares em Pechersk Direitos de autor Vadim Ghirda/Copyright 2024 The AP. All rights reserved.
Direitos de autor Vadim Ghirda/Copyright 2024 The AP. All rights reserved.
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

População em Kiev aconselhada a procurar abrigo na sequência de uma série de explosões. Ataque com mísseis hipersónicos terá feito pelo menos sete feridos na capital ucraniana.

PUBLICIDADE

Pelo menos sete pessoas ficaram feridas num ataque esta manhã de segunda-feira em Kiev. Entre os feridos estará uma jovem de 16 anos e uma mulher que tiveram de ser hospitalizadas.

De acordo com as autoridades, foram ouvidas várias explosões na capital ucraniana e a população foi aconselhada a procurar abrigo. Esta é a terceira vez que a cidade é atingida por ataques aéreos russos em cinco dias.

No Telegram, o presidente da câmara de Kiev, Vitali Klitschko, disse que os serviços de emergência já tinham sido acionados em três bairros afetados.

No bairro de Pechersk, os detroços de um míssil terão atingido um prédio de três andares. Os meios de socorro encontram-se no local à procura de vítimas nos escombros.

Numa atualização com mais informações, Vitali Klitschko adiantou que o edifício atingido não se tratava de um prédio residencial, mas sim de um complexo desportivo pertencente a uma instituição de ensino. Os prédios residenciais nos arredores sofreram apenas alguns danos nas janelas.

Segundo a embaixadora dos Estados Unidos na Ucrânia, foram usados no ataque mísseis hipersónicos. 

"Nos últimos cinco dias, a Rússia lançou centenas de mísseis e drones contra um país soberano. A Ucrânia precisa da nossa ajuda agora. Não há tempo a perder", escreveu Bridget Brink na rede social X.

O ministro dos Negócios Estrangeiros da Ucrânia também reiterou os pedidos por mais defesa aérea dos aliados numa primeira reação ao ataque em Kiev.

"Este é um alerta de que a Ucrânia precisa urgentemente de mais defesa aérea, particularmente sistemas Patriot e mísseis capazes de repelir qualquer ataque russo", escreveu Dmytro Kuleba na rede social X.

A publicação é acompanhada por um vídeo que, segundo o governante ucraniano, mostra várias "crianças a correr para se esconderem" enquanto são lançados mísseis sobre a cidade de Kiev.

A Rússia intensificou os ataques aéreos a Kiev nos últimos dias, visando sobretudo infraestruturas elétricas, após bombardeamentos ucranianos em regiões fronteiriças russas.

Outras 11 pessoas ficaram feridas num ataque russo na região de Mykolaiv. Segundo as autoridades, os mísseis foram lançados a partir do Mar Negro e atingiram várias infraestruturas civis. 

Há ainda relatos de ataques em Kharkiv e também em Odessa, onde foram registados cortes de energia.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Suspeitos do ataque de Moscovo acusados e apresentados à imprensa com sinais de violência

Ataque em Moscovo: pelo menos 137 mortos, Putin nas homenagens às vítimas

Míssil russo lançado contra a Ucrânia viola espaço aéreo da Polónia