EventsEventos
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Greta Thunberg detida pela polícia durante um protesto nos Países Baixos

Greta Thunberg detida em Haia
Greta Thunberg detida em Haia Direitos de autor Peter Dejong/Copyright 2024 The AP. All rights reserved
Direitos de autor Peter Dejong/Copyright 2024 The AP. All rights reserved
De  euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Thunberg foi detida juntamente com um grupo de manifestantes por terem bloqueado a via que passa em frente ao Parlamento neerlandês. Os manifestantes exigiram o fim dos subsídios às empresas de combustíveis fósseis.

PUBLICIDADE

A ativista climática Greta Thunberg foi uma das dezenas de pessoas detidas pela polícia em Haia, no sábado, quando retirava os manifestantes que bloqueavam parcialmente uma importante via na cidade holandesa.

Thunberg mostrava um sinal de vitória quando foi detida e levada para um autocarro utilizado pela polícia para tirar os manifestantes do local do protesto contra os subsídios e isenções fiscais concedidos pelos Países Baixos às empresas ligadas às indústrias de combustíveis fósseis.

Protestos contra o incentivo das empresas de combustíveis fósseis

O grupo ativista Extinction Rebellion afirmou antes da manifestação que os ativistas bloqueariam uma estrada principal de acesso a Haia, mas uma forte presença policial, incluindo agentes a cavalo, impediu inicialmente que os ativistas chegassem à estrada.

Um pequeno grupo de pessoas conseguiu sentar-se noutra rua e foram detidas depois de ignorarem a ordem policial para sair. Ativistas da Extinction Rebellion bloquearam mais de 30 vezes a auto estrada que passa em frente ao Parlamento neerlandês para protestar contra os subsídios.

Os manifestantes exibiam bandeiras e gritavam: "Somos imparáveis, outro mundo é possível". Um deles tinha um cartaz a dizer: "Isto é um beco sem saída".

Thunberg finalmente absolvida em Londres

Em fevereiro, Thunberg, de 21 anos, foi absolvida por um tribunal de Londres por se recusar a seguir as ordens da polícia de abandonar um protesto que bloqueava a entrada de uma importante conferência da indústria do petróleo e do gás no ano passado.

O seu ativismo inspirou o movimento juvenil mundial Fridays for Future, que pede mais esforços para combater a mudança climática. Thunberg começou a organizar estes protestos semanais em frente ao Parlamento sueco em 2018. Foi várias vezes multada na Suécia e no Reino Unido por desobediência civil a protestos.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Partidos de direita chegam a acordo sobre nova coligação nos Países Baixos

Países Baixos lembram vítimas da Segunda Guerra Mundial

Sete pessoas julgadas por fornecer droga suicida a mais de 600 pessoas nos Países Baixos