EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Milhares de casas inundadas no Cazaquistão

Autoridades do Cazaquistão rebentam barragens artificias para baixar nível das águas das inudações
Autoridades do Cazaquistão rebentam barragens artificias para baixar nível das águas das inudações Direitos de autor AP Photo
Direitos de autor AP Photo
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Mais de 3.000 casas continuam inundadas na cidade de Kulsary, no Cazaquistão. Já na Rússia, o nível da água do rio foi acima dos 10 metros.

PUBLICIDADE

As autoridades do Cazaquistão começaram a rebentar as barragens artificiais construídas pelos habitantes locais, para armazenarem água para a agricultura, num esforço para baixar o nível das águas nas zonas inundadas.

Apesar do nível das águas ter descido na cidade de Kulsary, no oeste do Cazaquistão, mais de 3.000 casas continuam inundadas, segundo as agências internacionais. 

Mais de 7.500 pessoas, incluindo militares, têm estado a construir barreiras temporárias e diques, e a encher sacos de areia para impedir que a água inunde as aldeias próximas. 

Também na região russa de Orenburg, perto da fronteira da Rússia com o Cazaquistão, as autoridades retiraram milhares de pessoas de casa, após o colapso de uma barragem no sábado. Cerca de 11.000 pessoas tiveram de ser retiradas da cidade russa de Orsk.

Embora o presidente Vladimir Putin apareça frequentemente na televisão estatal russa em reuniões com funcionários e em deslocações por todo o país, o Kremlin informou que o líder russo ainda não planeia visitar a região atingida pelas cheias.

O nível da água do rio de Orenburg subiu acima dos 10 metros na quarta-feira, de acordo com o governador regional, citado pelas agências internacionais. Várias fotos partilhadas por agências de notícias russas mostram estradas, campos e casas submersas.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Milhares retirados de casa no Cazaquistão e Rússia devido às "piores inundações dos últimos 80 anos"

11 mil pessoas retiradas de cidade russa devido a risco de inundações

Ataque russo com mísseis faz seis mortos em subúrbio de Kharkiv