EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Protestos na Geórgia contra lei da influência estrangeira acabam em confrontos com a polícia

Manifestantes levaram bandeiras da Geórgia e da UE nos protestos em frente ao Parlamento em Tbilisi
Manifestantes levaram bandeiras da Geórgia e da UE nos protestos em frente ao Parlamento em Tbilisi Direitos de autor Zurab Tsertsvadze/Copyright 2024 The AP. All rights reserved
Direitos de autor Zurab Tsertsvadze/Copyright 2024 The AP. All rights reserved
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Parlamento aprovou a polémica lei que reforça o controlo sob as organizações que recebem financiamento estrangeiro.

PUBLICIDADE

Os protestos em frente ao parlamento da Geórgia, em Tbilisi, acabaram em confrontos violentos entre a polícia e os manifestantes, após a aprovação da polémica lei da influência estrangeira.

Os críticos denunciam que a legislação vai exercer maior controlo sob as organizações com financiamento estrangeiro e temem ameaças à liberdade de expressão e de imprensa.

O caos não se ficou apenas pelas ruas da capital georgiana. O parlamento também foi palco de desacatos violentos entre deputados durante a votação final da iniciativa legislativa.

O partido no poder, o Sonho Georgiano, acredita que a nova lei é essencial para assegurar a soberania do país.

"Os cidadãos e a sociedade devem ter informações completas sobre quem está a participar nas políticas públicas de seu país, quem participa no processo de tomada de decisões importantes e o que influencia cada um delas", justificou Archil Talakvadze, deputado do partido Sonho Georgiano.

A oposição argumenta que a Geórgia ficará isolada da comunidade internacional com esta legislação.

"Ao aprovar esta lei, a Geórgia fica isolada do Ocidente e torna-se uma presa ainda mais fácil para a Rússia", afirmou Teona Akubardia, deputada independente no parlamento da Geórgia.

A nova lei exige que os meios de comunicação e outras organizações que recebem mais de 20% de financiamento do exterior declarem que "representam interesses estrangeiros". A recusa em fazê-lo resultaria em multas pesadas.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Parlamento da Geórgia aprova a polémica lei da influência estrangeira

Lei da "influência estrangeira" da Geórgia poderá ser uma fonte de novos problemas para a Europa?

Protestos violentos em Tbilisi contra lei da influência estrangeira