EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Protestos violentos em Tbilisi contra lei da influência estrangeira

Manifestantes seguram bandeiras da Geórgia e da UE durante protestos à porta do parlamento
Manifestantes seguram bandeiras da Geórgia e da UE durante protestos à porta do parlamento Direitos de autor Zurab Tsertsvadze/Copyright 2024 The AP. All rights reserved
Direitos de autor Zurab Tsertsvadze/Copyright 2024 The AP. All rights reserved
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Manifestantes alegam que legislação pode ser prejudicial à imprensa livre e ao relacionamento da Geórgia com a União Europeia.

PUBLICIDADE

A violência tomou as ruas de Tbilisi, com manifestantes a acabarem detidos numa altura em que o parlamento da Geórgia está prestes a dar luz verde à controversa lei da "transparência da influência estrangeira".

O projeto de lei exige que os meios de comunicação e as organizações não comerciais declarem que representam os interesses de uma potência estrangeira se receberem mais de 20% de seu financiamento do exterior.

Dezenas de milhares de manifestantes mobilizam-se há várias semanas, alegando que a legislação pode ser prejudicial à imprensa livre e ao relacionamento da Geórgia com a União Europeia. 

"Esta lei levanta muitas questões. Esta lei cria uma fratura entre nós e a Europa, ao mesmo tempo que a maior ameaça é que esta lei nos aproxime da Rússia e da 'bielorrusização' deste país. Ficaremos aqui o tempo que for necessário", diz um manifestante georgiano.

O parlamento também foi palco de contestação com um deputado georgiano a alegar que vários representantes eleitos foram impedidos de entrar na comissão parlamentar quando o partido no poder aprovou o projeto de lei.

A deputada da oposição Khatia Dekanoidze disse à Euronews que ficou escandalizada depois de o processo ter terminado ao fim de pouco mais de um minuto, descrevendo a votação como ilegítima, ilegal e inconstitucional. 

A iniciativa, também conhecida como "Lei Russa", foi comparada à legislação para a dissidência do Kremlin que reprimiu os meios de comunicação independentes e a oposição na Rússia.

A leitura final da proposta está marcada para terça-feira, dia 14 de maio.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Candidatura da Geórgia à UE em risco devido à lei sobre agentes de influência

Comissão parlamentar da Geórgia aprova lei dos "agentes estrangeiros" em terceira leitura

Milhares de pessoas na Geórgia assinalam o Dia da Europa com uma marcha contra a "lei russa"