EventsEventosPodcasts
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

VW reduz investimento para 2016 em mil milhões de euros mas aumenta aposta nas novas tecnologias

VW reduz investimento para 2016 em mil milhões de euros mas aumenta aposta nas novas tecnologias
Direitos de autor 
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button

A Volkswagen cortou mil milhões de euros no investimento previsto para 2016. O fabricante automóvel alemão anunciou esta sexta-feira que orçamentou

PUBLICIDADE

A Volkswagen cortou mil milhões de euros no investimento previsto para 2016. O fabricante automóvel alemão anunciou esta sexta-feira que orçamentou um investimento global de 12 mil milhões de euros para o próximo ano, um valor inferior em cerca de oito por cento relativamente ao último exercício. O montante alocado às motorizações alternativas vai no entanto aumentar em 100 milhões de euros. O CEO da Volkswagen, Matthias Müller, sublinhou que “as poupanças não iriam comprometer o futuro e que a companhia iria concentrar os investimentos nas tecnologias do futuro e na reorientação dos modelos.”

Este é o primeiro corte no orçamento da VW desde 2009. De assinalar igualmente que a empresa geralmente anunciava um plano de investimentos para cinco anos e agora avançou com números apenas para 2016. Estima-se que o escândalo de fraude nos testes de emissões possa custar 40 mil milhões de euros ao construtor alemão.

Adam Chester, do Lloyds Bank, recorda a importância da companhia de Wolfsburgo: “A indústria automóvel é vital para a Alemanha. Cerca de 20 por cento das receitas industriais do país vêm deste setor. A Volkswagen emprega 600 mil colaboradores por todo o mundo e um terço dos 770 mil trabalhadores do setor automóvel na Alemanha.”

Entretanto surgem rumores nos Estados Unidos que as autoridades estarão a investigar o fornecedor de peças e acessórios alemão Bosch, com o objetivo de determinar se estaria ao corrente ou terá participado na fraude da Volkswagen. A Bosch e o Departamento de Justiça americano recusaram comentar a notícia.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Diretora financeira da Huawei detida no Canadá

Guerra aberta entre Bombardier e Boeing

Ryanair cancela mais voos a partir de novembro