EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

China pondera contra-ataque com metais raros

China pondera contra-ataque com metais raros
Direitos de autor 
De  Euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

A China pode estar a preparar-se para limitar a exportação de metais raros para os Estados Unidos. Os jornais do regime dão a entender que esta deve ser a jogada de contra-ataque de Pequim, na guerra comercial com Washington.

PUBLICIDADE

A China pode estar a preparar-se para limitar a exportação de metais raros para os Estados Unidos. Os jornais do regime dão a entender que esta deve ser a jogada de contra-ataque de Pequim, na guerra comercial com Washington.

Esta possibilidade já tinha ganhado força depois de o presidente chinês ter visitado, na semana passada, uma zona de extração.

A China é o maior produtor mundial destes metais raros. No ano passado, assegurou 78% da produção mundial. O resto ficou a cargo de países como Myanmar, Austrália e Estados Unidos.

Cerca de 80% das importações de metais raros feitas pelos Estados Unidos têm como fornecedor a China. Estes recursos minerais ficaram de fora da lista de bens a que a administração Trump impôs tarifas.

Os metais raros são essenciais para o fabrico de computadores, smartphones, veículos elétricos e equipamento militar.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

UE desenvolve mina do futuro mais segura e menos poluente

Reciclagem de metais representa metade das necessidades europeias

Produtores de champanhe votam a favor de colheitas mais pequenas, com vendas em queda