Swedbank acusado de violar sanções dos EUA à Rússia

Swedbank acusado de violar sanções dos EUA à Rússia
De  Bruno Sousa
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Banco sueco promete investigação interna para apurar a verdade dos factos

PUBLICIDADE

O Swedbank está envolvido em mais um escândalo depois da televisão pública sueca ter revelado uma transferência superior a um milhão de euros para os Estados Unidos. De acordo com a reportagem, a transferência foi feita através da filial báltica do banco e na origem está uma empresa de armas russa, o que viola as sanções norte-americanas contra a Rússia.

O dinheiro teve como destino a subsidiária norte-americana da Kalashnikov, que pode continuar a operar nos Estados Unidos desde que não receba apoio financeiro da casa-mãe.

Jens Henriksson, diretor-executivo do Swedbank, já admitiu estar horrorizado com a informação e prometeu uma investigação para apurar a verdade.

É a segunda grande dor de cabeça para o Swedbank em 2019. Está atualmente em curso uma investigação devido às suspeitas de lavagem de dinheiro num valor superior a 200 mil milhões de euros, um escândalo que também envolve a filial báltica do banco sueco.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Mercedes-Benz recolhe 250 000 veículos devido a risco de incêndio

Uber Eats altera anúncio polémico da Super Bowl por brincar com alergias alimentares

Quem ultrapassou Elon Musk como a pessoa mais rica do mundo?