EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

Bruxelas obriga Itália a recuperar 900 milhões de ajudas à Alitalia

Bruxelas obriga Itália a recuperar 900 milhões de ajudas à Alitalia
Direitos de autor Antonio Calanni/Copyright 2017 The Associated Press. All rights reserved.
Direitos de autor Antonio Calanni/Copyright 2017 The Associated Press. All rights reserved.
De  euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

A Comissão Europeia ordenou, esta sexta-feira, à Itália que recupere 900 milhões de euros de ajudas estatais consideradas ilegais à transportadora aérea Alitalia. A este valor resultante de dois empréstimos à companhia, acrescem ainda juros, segundo o comunicado de Bruxelas.

PUBLICIDADE

A Comissão Europeia ordenou, esta sexta-feira, à Itália que recupere 900 milhões de euros de ajudas estatais à transportadora aérea Alitalia. A este valor resultante de dois empréstimos à companhia, acrescem ainda juros, segundo o comunicado de Bruxelas.

A Comissão concluiu que os auxílios são ilegais ao abrigo das regras da União Europeia.

Margrethe Vestager, vice-presidente da CE e responsável pela Concorrência, disse que "uma investigação aprofundada mostrou que, em primeiro lugar, os empréstimos constituem um auxílio estatal para a Alitalia e, em segundo lugar, que são ilegais ao abrigo das regras para os auxílios estatais. '' E sublinhou: “Os dois empréstimos deram à Alitalia uma vantagem injusta sobre os seus concorrentes em rotas nacionais, europeias e mundiais. Portanto, constituem um auxílio estatal ilegal e devem agora ser recuperados pela Itália à Alitalia. ''

A Comissão também disse que a ITA não será considerada um sucessor económico da Alitalia e que as injeções de capital no valor de 1,35 mil milhões de euros neste novo projeto está de acordo com as condições de mercado e não são consideradas ajudas estatais ilegais.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Arranca o despedimento anunciado de mais de 2700 trabalhadores da antiga Alitalia

Produtores de champanhe votam a favor de colheitas mais pequenas, com vendas em queda

Como a falha global da Microsoft está a afetar as empresas em todo o mundo