EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Comissão Europeia revê previsões de crescimento económico em alta

Comissão Europeia revê previsões de crescimento económico em alta
Direitos de autor Michael Probst/Copyright 2021 The Associated Press. All rights reserved
Direitos de autor Michael Probst/Copyright 2021 The Associated Press. All rights reserved
De  Bruno Sousa
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Portugal não escapa ao otimismo mas Bruxelas admite que há fatores que podem baralhar as contas

PUBLICIDADE

A reabertura da economia após o fim das medidas de restrição devolveu uma sensação de normalidade à população europeia e está também na origem de uma recuperação económica mais rápida do que o previsto.

As previsões de outono da Comissão Europeia anteveem a passagem da retoma para uma fase de expansão na zona euro, com um crescimento previsto de 5% em 2021 e 4,3% no próximo ano. Portugal não escapou ao otimismo de Bruxelas, prevendo-se um crescimento de 4,5% este ano e 5,3% em 2022.

Em ambos os casos, trata-se de uma subida superior à projetada na última previsão, mas Bruxelas alerta para dois fatores que poderão baralhar as contas: a evolução da pandemia e a capacidade da oferta para se adaptar à crescente procura. A inflação é uma preocupação assumida por Paolo Gentiloni:

"A forte recuperação económica foi acompanhada por uma aceleração da inflação superior às expectativas. A inflação anual na zona euro atingiu os 4,1% em outubro, uma subida que reflete problemas de base: o aumento nos preços da energia e as disrupções na cadeia de abastecimento."
Paolo Gentiloni
Comissário Europeu para a Economia

Apesar do otimismo de Bruxelas, os ventos que sopram de leste e o aproximar do inverno fazem antever uma crise energética com potencial para colocar a economia europeia novamente de joelhos.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

BMW, Jaguar e Volkswagen criticadas por importarem peças e automóveis chineses proibidos

Microsoft compromete-se a investir 4,3 mil milhões de dólares em França

Perspetivas económicas da OCDE: Crescimento global estável esperado para 2024 e 2025