EventsEventosPodcasts
Loader
Find Us
PUBLICIDADE

Como a região polaca de Podlaskie está a criar um ecossistema de inovação

Como a região polaca de Podlaskie está a criar um ecossistema de inovação
Direitos de autor euronews
Direitos de autor euronews
De  Naomi Lloyd
Publicado a Últimas notícias
Partilhe esta notícia
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Start-ups inovadoras, novas tecnologias e investigação de ponta estão a impulsionar a mudança na indústria de produção alimentar local.

PUBLICIDADE

A região polaca de Podlaskie é a que produz mais leite no país. É também líder no setor da construção de máquinas agrícolas. A região lançou o projeto "Vale Agrícola 4.0" para criar um ambiente inovador para esta indústria com uma rede de empresas em fase de arranque, universidades, instituições de investigação, investidores e representantes do governo.

Neste episódio de Focus, falamos com Tomasz Kurzynka, cofundador da start-up Ideal Bistro. A empresa criou uma forma engenhosa de levar ao local de trabalho refeições frescas e saudáveis, confecionadas com alimentos provenientes de agricultores locais. Os trabalhadores escolhem a sua refeição através de uma aplicação e depois recolhem-na em máquinas de venda automática chamadas foodomats.

Esta tecnologia reduz o desperdício alimentar, uma vez que os agricultores sabem antecipadamente qual a quantidade de produtos necessários. Desta forma, asseguram o seu rendimento. A empresa está agora a trabalhar com nutricionistas e está também a utilizar a IA para criar refeições personalizadas que são adaptadas às necessidades nutricionais e de saúde do indivíduo.

Apoio a empresas em fase de arranque

Falamos com Sylwia Naliwajko, nutricionista na Universidade de Medicina de Białystok e cofundadora da start-up NutriDesign Lab. Conta-nos como o produto alimentar funcional que desenvolveram ajuda as pessoas idosas a prevenir doenças neurodegenerativas.

Nos próximos cinco anos, o principal objetivo da região será promover mais start-ups de nos domínios da agritech, foodtech e healthtech, criando programas para incubadoras e melhorias de produtividade e estabelecendo contactos com investidores externos.

Partilhe esta notícia