EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Diretor executivo da Web Summit, Paddy Cosgrave, confirma regresso após comentários sobre Israel

Paddy Cosgrave, CEO e fundador da Web Summit, discursa na conferência tecnológica Web Summit, em Lisboa, a 1 de novembro de 2021.
Paddy Cosgrave, CEO e fundador da Web Summit, discursa na conferência tecnológica Web Summit, em Lisboa, a 1 de novembro de 2021. Direitos de autor Armando Franca/Copyright 2021 The AP. All rights reserved
Direitos de autor Armando Franca/Copyright 2021 The AP. All rights reserved
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Artigo publicado originalmente em inglês

O diretor executivo da Web Summit, Paddy Cosgrave, confirmou nas redes sociais que vai regressar ao cargo.

PUBLICIDADE

Cosgrave afastou-se das operações da Web Summit durante seis meses, depois de se ter demitido do cargo de diretor executivo, na sequência de comentários que fez sobre o conflito entre Israel e o Hamas.

"Quando me afastei no ano passado, foi a primeira vez que tirei uma folga em 15 anos. Deu-me tempo para pensar na Web Summit, na sua história, nas razões que me levaram a criá-la sozinho a partir do meu quarto e no que queria que fosse", afirmou no LinkedIn e no Twitter.

"Aproveitei o tempo para me reconectar com velhos amigos da Web Summit e ouvi o que tinham a dizer e o que queriam da Web Summit. Alguns avanços tecnológicos, relações, parcerias e empresas incríveis cresceram a partir dos nossos eventos e eu quero continuar a construir sobre isso. Se alguma coisa eu quero fazer é aumentar ainda mais esta missão para construir comunidades ainda mais fortes dentro da Web Summit.

"Num sentido muito real, à medida que a Web Summit se torna maior, o nosso objetivo deve ser torná-la mais pequena para os nossos participantes. Mais íntima. Mais convivial. Mais centrada na comunidade. Iremos semear pequenas comunidades nos nossos eventos e, em seguida, ajudar essas comunidades a prosperar muito depois de cada evento. Estou incrivelmente entusiasmado com o futuro, com muito mais para partilhar", disse Cosgrave no post.

A sua reintegração surge após a reação negativa que recebeu de algumas empresas na sequência dos seus comentários na plataforma de redes sociais X, publicados em 13 de outubro de 2023.

"Crimes de guerra são crimes de guerra, mesmo quando cometidos por aliados", afirmou, referindo-se à reação de Israel em Gaza após os ataques do Hamas em 7 de outubro.

No entanto, o fundador da Web Summit não mencionou os seus comentários anteriores na última publicação em que anunciou o seu regresso.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Web Summit anuncia um novo diretor executivo após a demissão do seu antecessor devido a comentários sobre Israel-Hamas

Setor tecnológico boicota a Web Summit devido aos comentários controversos do CEO sobre Israel

BMW, Jaguar e Volkswagen criticadas por importarem peças e automóveis chineses proibidos