This content is not available in your region

UE aperta cerco para reforçar proteção de dados pessoais

Access to the comments Comentários
De  Euronews
UE aperta cerco para reforçar proteção de dados pessoais

O pacote de regras de proteção de dados pessoais na União Europeia prevê multas pesadas de até 4% sobre os lucros de grandes empresas em caso de violação da privacidade de utilizadores do bloco comunitário.

O Parlamento Europeu e negociadores do Conselho da UE alcançaram um princípio de acordo em relação à proposta da Comissão sobre esta matéria.

O eurodeputado alemão Jan-Philipp Albrecht (Verdes), relator do Parlamento Europeu sobre a regulamentação da proteção de dados, refere que no futuro os consumidores poderão contestar os direitos em toda a Europa: “Pode confiar-se que estes direitos estão verdadeiramente assegurados em toda a parte, com sanções pesadas. Não existem países com maior ou com menor proteção. Em todo o lado existem os mesmos direitos. Haverá direitos adicionais como melhor informação e direitos de transparência.”

Um ponto do acordo refere que os Estados-membros poderão fixar livremente a idade, entre os 13 e os 16 anos, para o acesso de menores sem autorização dos encarregados de educação a redes sociais ou a contas do Gmail.

O acordo deverá ser formalizado brevemente.