This content is not available in your region

UE lança plano de investigação em matéria de defesa

Access to the comments Comentários
De  Euronews
UE lança plano de investigação em matéria de defesa

A Comissão Europeia quer investir na inovação em matéria de defesa e facilitar a partilha de recursos militares. Para concretizar estas intenções, a equipa de Juncker vai criar um fundo europeu. Mas a chefe da diplomacia europeia garante que o objetivo não é fazer concorrência à NATO. Federica Mogherini garante que “se os europeus chegarem a acordo para investir melhor em matéria de defesa, isso vai reforçar a NATO, não será concorrência nem duplicação. Pelo contrário, será um trabalho conjunto. E os 28 vão estar todos integrados”.

A primeira tranche deste fundo deve servir para financiar a investigação na robótica, software de encriptação e na eletrónica.
No total devem estar disponívels 5 mil milhões de euros. O vice-presidente da Comissão Europeia, Jyrki Katainen explicou que “os Estados-membors utilizam, individualmente os recursos públicos para a investigação em matéria de defesa. O setor privado utiliza, da sua parte, os seus recursos limitados. É por isso que não conseguimos desenvolver o equipamento necessário”.

Por ano devem ser gastos 500 milhões de euros, até 2021. A Comissão prevê ainda alocar 3,5 mil milhões para a defesa do orçamento de 2021 a 2027.

Este novo plano é visto pelos analistas como uma resposta à eleição de Donald Trump como presidente dos EUA e que já disse querer diminuir os gastos norte-americanos na NATO, contando, por isso, com mais contributos dos outros países.