EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

Chuvas recorrentes encharcam flores e dificultam produção de mel em França

Apicultor
Apicultor Direitos de autor Кадр из репортажа France Television via EBU
Direitos de autor Кадр из репортажа France Television via EBU
De  Euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Flores ficam molhadas e as abelhas não conseguem entrar nelas nem encontrar o néctar. Situação tem atrasado a produção de mel. Especialistas alertam que sem combate às alterações climáticas, aos pesticidas e à perda de habitat, as abelhas correm risco de extinção.

PUBLICIDADE

As chuvas recorrentes e as temperaturas mais baixas desta primavera estão a enfraquecer as colónias de abelhas em França.

As flores que as abelhas procuram contêm menos néctar, o que faz com que elas as abandonem e se aventurem menos.

"A flor está molhada e encharcada, por isso a abelha não consegue entrar nela porque está muito frio e já não sairia, e, acima de tudo, a abelha não consegue encontrar o néctar.", explica Dominique Laforce, apicultora de Saint-Selve, no sudoeste da França.

Em condições normais, junho seria um mês de produção de mel, mas há cada vez menos abelhas nas colmeias.

Há quatro anos, a Comissão Europeia adotou a estratégia para a biodiversidade, a fim de garantir a recuperação dos ecossistemas até 2030.

O plano inclui objectivos específicos para as abelhas, nomeadamente "travar e inverter o declínio dos polinizadores".

Marc-André Selosse, microbiólogo do Museu de História Natural de Paris, explica que "isto vem juntar-se a outras questões como os pesticidas , destruição do habitat, a falta de sebes".

Os peritos afirmam que, se não se combaterem as alterações climáticas, os pesticidas e a perda de habitat, estes importantes insetos poderão ser extintos.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Bruxelas resiste a mudar lei de pesticidas para proteger abelhas

Abelhas da Sardenha em risco devido aos incêndios

União Europeia tem estratégia para salvar as abelhas