EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

Presidente chinês e o seu homólogo polaco encontram-se para colaboração mais profunda

Presidente da China, Xi Jinping e Presidente da Polónia, Andrzej, apertam as mãos. Segunda-feira, 24 de junho 2024 j
Presidente da China, Xi Jinping e Presidente da Polónia, Andrzej, apertam as mãos. Segunda-feira, 24 de junho 2024 j Direitos de autor Pedro Pardo/AP
Direitos de autor Pedro Pardo/AP
De  Euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

O Presidente chinês, Xi Jinping, recebeu o seu homólogo polaco, Andrzej Duda, em Pequim, na segunda-feira. Foram assinados vários acordos bilaterais entre os dois líderes

PUBLICIDADE

Os presidentes da China, Xi Jinping, e da Polónia, Andrzej Duda, reuniram-se esta segunda-feira, dia 24 de junho, para conversações sobre a cooperação entre os dois países, das quais sairam a assinatura de vários acordos.

Xi realizou uma cerimónia de boas-vindas ao presidente polaco no exterior do Grande Salão do Povo, junto à Praça Tiananmen, em Pequim, antes de se dirigirem para uma sala para as conversações.

Andrzej Duda recordou a sua primeira visita à China em 2015, pouco depois de ter tomado posse como presidente da Polónia, altura em que foi assinado a adesão da Polónia à cooperação com a China no âmbito do projeto "Faixa e Rota".

O presidente da China afirmou que as relações entre a Polónia e a China têm demonstrado resiliência e que a China está disposta a continuar a sua amizade e a promover as relações bilaterais entre os dois países para "alcançar um melhor desenvolvimento e uma maior estabilidade numa situação internacional caótica."

Por sua vez, Andrzej Duda relembrou que a Polónia e a China "construíram uma boa relação política baseada no respeito mútuo ao longo dos últimos 75 anos."

Da conversa saíram acordos importantes entre os dois países, principalmente relacionados com comércio e cooperação em matéria de investimento.

"Depois da conversa comigo, o Presidente Xi Jinping declarou que os polacos terão isenção de visto para viajar para a China - qualquer pessoa que queira vir por um período máximo de 15 dias, o que significa principalmente para fins turísticos ou económicos, poderá fazê-lo sem visto", informou Andrzej Duda durante um briefing para os meios de comunicação social.

Foram assinados cinco acordos bilaterais , entre os quais, um acordo sobre um plano de trabalho em matéria de zonagem e regionalização para a gripe aviária altamente patogénica (GAAP); um acordo sobre os requisitos de inspeção e quarentena aplicáveis ao feijão exportado da Polónia para a China e outro sobre a elaboração de um dicionário chinês-polaco e polaco-chinês.

Andrzej Duda salientou que os acordos celebrados sobre a exportação de produtos alimentares polacos para a China são provavelmente "os maiores da história" e acrescentou que até ao final do ano a Polónia terá "uma regionalização em termos de venda de aves de capoeira."

Duda afirmou ainda que a Polónia desempenhará um papel importante no reforço das relações entre a China e a União Europeia e convidou Xi a visitar a Polónia no próximo ano.

Comboio de mercadorias liga China à Europa

Na quarta-feira passada, dia 19 de junho, foi lançado oficialmente um novo serviço de comboios de mercadorias da China para a Europa. O comboio, carregado com mercadorias como aparelhos de ar condicionado e acessórios para máquinas de café, partiu do Porto Internacional de Guangzhou e dirigiu-se para a capital da Polónia, Varsóvia.

Prevê-se que o serviço de comboios de mercadorias parta da China todas as quartas-feiras e demore dezasseis dias a chegar à Polónia. Este serviço é cerca de 30% mais rápido do que os anteriores comboios de mercadorias regulares.

A notícia surge no meio das crescentes tensões entre a China e a UE, depois de a China ter lançado uma investigação sobre as importações de carne de porco da UE, na sequência da proposta de aplicação de direitos aduaneiros às exportações de veículos eléctricos.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Putin enaltece comércio bilateral no último dia da sua visita à China

Hungria e China assinam acordo de cooperação estratégica durante visita do presidente chinês

Budapeste nega que investigação sobre Transparência Internacional seja para intimidar