This content is not available in your region

Marcas automóveis apostam na energia solar

Access to the comments Comentários
De  Euronews
euronews_icons_loading
Carro da Lightyear equipado com painéis solares
Carro da Lightyear equipado com painéis solares   -   Direitos de autor  screenshot video

Startups e gigantes da indústria automóvel estão a equipar os carros elétricos também com painéis solares. Isto permite não só poupar energia nas viagens, como recarregar baterias.

A tecnologia, que não está ainda ao alcance de todos, está a ser aplicada pela LightYear em Espanha

O presidente da lightYear diz que Lex Hoefsloot, diz : "Este é apenas o primeiro passo, este carro de 250.000 euros está a mostrar-nos que é possível. É um demonstrador de tecnologia, mas realmente o nosso objetivo é chegar a um mercado acessível, portanto, um mercado de massas, em três anos, com um carro de 30.000 euros".

O carro da Lightyear produz energia suficiente para 70 km por dia, só com os cinco metros quadrados de painéis solares que cobrem o capô da frente e o tejadilho.

Vários modelos de diversas marcas equipados com painéis solares são esperados no mercado nos próximos meses. A Toyota já oferece painéis no Prius, como opção, e no seu primeiro carro 100% elétrico. Na Tesla são esperados em 2023.

A Mercedes instalou células fotovoltaicas no telhado do seu luxuoso protótipo EQXX, que, com o mesmo perfil cónico que o Lightyear, promete um alcance de 1.000 quilómetros.

Para o professor da Universidade do Wisconsin, Gregory Nemet "Um dos atributos do carro solar que é apelativo é que tem uma bateria, por isso, pode fazer uso do sol sempre que o tempo estiver ensolarado e usá-lo para carregar a bateria". Portanto, diz, "uma das desvantagens do solar não é, na verdade, uma desvantagem quando se tem uma bateria no carro, por isso, estou otimista que isto pode desempenhar um grande papel nos carros do futuro".

A energia solar, parece ser o futuro do automóvel. Há modelos a surgir por todo o lado. Espanha, Alemanha, Holanda ou Califórnia são apenas alguns já anunciados.

Mas, porque o sol quando nasce não é na mesma quantidade para todos, os peritos lembram que haverá maior produção de energia nas regiões próximas do equador, do que nas latitudes mais a  norte.