This content is not available in your region

Uma viagem de descoberta ao longo da rota dos escravos em Angola

Uma viagem de descoberta ao longo da rota dos escravos em Angola
Direitos de autor  euronews   -  
De  Chris Burns  & Dinamene Cruz

Em _Angola Explore _acompanhamos uma família de Hampton, Virgínia, que se encontra em Angola numa viagem histórica para refazer o caminho dos seus antepassados, Antoney e Isabel, que foram levados como escravos do Reino do Dongo, em Angola em 1619.

O poderoso rio Kwanza, que se estende por quase 1000 quilómetros ao longo de Angola. Durante a época colonial portuguesa, era uma rota de navegação importante para milhões de escravos.

A família Tucker está aqui para seguir essa rota através de Angola até à costa, onde Antoney e Isabel foram obrigados a embarcar em navios em direção aos Estados Unidos.

Ouvir o barulho das ondas no período de silêncio do dia faz-me lembrar as vozes que desciam o rio. Os gritos, a descrença, a escravidão.
Vincent Tucker
Presidente, William Tucker 1624

Antoney e Isabel foram enviados para o que era então o território britânico da Virgínia, ironicamente, no chamado Porto do Conforto. Estavam entre os cerca de 6 milhões de angolanos escravizados enviados para o Novo Mundo.

Wanda Tucker é irmã de Vincent e disse nem conseguir imaginar "como foi, ter de caminhar mais de 150 kms para se ser escravizado; em cativeiro neste lugar e depois ser-se enviado para o fundo de um barco"

A Família Tucker fez um rastreamento de ADN até ao que é agora a província de Malanje em Angola e foi aqui que a viagem começou, nas deslumbrantes quedas de Calandula.

Euronews
Pedras Negras, na província de MalanjeEuronews

As Pedras Negras, na província de Malanje, serviam de base para a Rainha Njinga do Reino do Dongo - no que é hoje Angola. Na altura da captura de Antoney e Isabel em 1619, a rainha Njinga lutava ativamente contra o tráfico de escravos português. 

"Estas rochas negras eram um refúgio para a proteger, para proteger o seu povo e para salvar os escravizados", disse Wanda Tucker.

euronews
Wanda Tuckereuronews

Fomos até Massangano, no rio Kwanza e ao mercado de escravos. Emmanuel Caboco é especialista em património cultural. Dá à família Tucker uma visita a Massangano, para reviver a provação dos seus familiares há quatro séculos.

Euronews
Massangano, no rio KwanzaEuronews

Para a família Tucker, a viagem a Angola é reveladora tanto na beleza como na chocante história - que esperam que ajude na sensibilização.