Espanha: Supremo Tribunal estuda pedido de paternidade contra Juan Carlos

Espanha: Supremo Tribunal estuda pedido de paternidade contra Juan Carlos
De  Rodrigo Barbosa com Reuters / El País
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button

O antigo rei de Espanha, Juan Carlos, poderá ir a tribunal para responder à possibilidade de ter uma filha ilegítima. O Supremo Tribunal espanhol

PUBLICIDADE

O antigo rei de Espanha, Juan Carlos, poderá ir a tribunal para responder à possibilidade de ter uma filha ilegítima.

O Supremo Tribunal espanhol aceitou estudar o pedido de reconhecimento de paternidade apresentado por uma cidadã belga de 48 anos, que diz que a sua mãe manteve uma breve relação com o anterior monarca em 1965, quando já estava casado.

A mulher belga em questão, Ingrid Sartiau, tinha apresentado pela primeira vez o pedido à justiça espanhola em 2012 mas só agora, depois de Juan Carlos ter abdicado do trono a favor do filho – perdendo assim a imunidade de que gozava – e que os juízes decidiram dar “luz verde” ao processo.

Resta saber se o anterior monarca, que sempre negou ter filhos ilegítimos, aceitará submeter-se a um teste de ADN.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Médico holandês é pai biológico de pelo menos 49 crianças

Incêndio em prédio de 14 andares em Valência faz pelo menos quatro mortos

Dani Alves considerado culpado de violação de uma mulher numa discoteca em Espanha