Pegida antecipa marcha anti-Islão em Dresden mas não evita protesto antirracismo

Pegida antecipa marcha anti-Islão em Dresden mas não evita protesto antirracismo
De  Francisco Marques com LUSA, Reuters, EFE
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button

Milhares de pessoas percorreram este domingo as ruas de Dresden, na Alemanha, numa manifestação de apoio ao movimento Pegida, os autoproclamados

PUBLICIDADE

Milhares de pessoas percorreram este domingo as ruas de Dresden, na Alemanha, numa manifestação de apoio ao movimento Pegida, os autoproclamados Patriotas Europeus contra a Islamização do Ocidente. Foi a primeira marcha de apoio ao Pegida depois da demissão na terça-feira do líder do movimento, Lutz Bachman, após surgir na internet numa imagem em pose de Hitler.

I know Germany as a tolerant and accepting country. We need to stand up to xenophobes like Lutz Bachmann. #nopegidapic.twitter.com/zWgBwqkX7q

— This Week in Germany (@ThisWeekGermany) 21 janeiro 2015

Esta marcha do Pegida contra a alegada islamização do ocidente estava inicialmente agendada para segunda-feira, mas o facto de estar marcada para aquela cidade alemã um evento contra a xenofobia intitulado “Aberta e Colorida: Dresden para todos” levou os organizadores do protesto anti-Islão, agora com Kathrin Oertel como figura de proa, a antecipar a respetiva ação. Ainda assim, não evitaram os gritos da respetiva oposição.

Kathrin Oertel: Das neue Gesicht von Pegida (sueddeutsche.de) http://t.co/sLq8MRZPCZpic.twitter.com/Hx2aFlDqsF

— 1001portails Deutsch (@1001ptsDE) 21 janeiro 2015

Quando os mais de 17 mil apoiantes do Pegida se concentraram junto ao edifício da ópera de Dresden, um grupo de cerca de 5 mil manifestantes antirracismo concentrou-se numa zona próxima, a escassas dezenas de metros, junto à associação “Dresden para todos”. Uma linha de polícias manteve os dois grupos separados para evitar confrontos.

#Dresden ist bunt! #nopegida#pegidapic.twitter.com/XxlAzZ6oSR

— Paul-Philipp Neumann (@paulphilippcc) 25 janeiro 2015

Um apoiante do Pegida revelou que “o ideal” que defende para a Alemanha “é o de uma imigração regulamentada e ordeira”. “Precisamos de mão-de-obra qualificada. Já temos lojas de ‘kebabs’ suficientes”, concluiu.

Normally on Monday, an estimated 17,300 turnout at yet another Pegida anti-immigration demonstration in Dresden. pic.twitter.com/avpbwAQ8aH

— Erik Olsen (@olsentropy) 25 janeiro 2015

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Líder do Pegida demite-se depois de foto disfarçado de Hitler

Tiroteio na Alemanha: quatro mortos, incluindo uma criança. Suspeito é um militar e foi detido

Principal suspeito do rapto de Madeleine McCann volta a tribunal na Alemanha