EventsEventosPodcasts
Loader
Find Us
PUBLICIDADE

Justiça argentina rejeita investigar presidente Cristina Kirchner

Justiça argentina rejeita investigar presidente Cristina Kirchner
Direitos de autor 
De  Fernando Peneda com EFE/AFP
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button

Na Argentina o juiz Daniel Rafecas rejeitou abrir uma investigação à denúncia do procurador Alberto Nisman contra a presidente Cristina Kirchner, por

PUBLICIDADE

Na Argentina o juiz Daniel Rafecas rejeitou abrir uma investigação à denúncia do procurador Alberto Nisman contra a presidente Cristina Kirchner, por falta de provas.

O pedido de investigação foi apresentado pelo procurador Gerardo Pollicita, depois de Alberto Nisman ter sido encontrado morto com um tiro na cabeça quatro dias após ter acusado Kirchner de ter encoberto agentes iranianos envolvidos no atentado em 1994 à Amia, uma associação mutual Israelo-argentina.

Esta decisão surge numa altura em que durante recentes manifestações populares, centenas de milhares de pessoas exigiram uma justiça mais independente.

Gerardo Pollicita disse que irá recorrer da decisão judicial.

No atentado à Amia morreram 85 pessoas e cerca de 300 ficaram feridas.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

501 caixões e 200 sacos com cadáveres encontrados abandonados na Argentina

Argentina fora dos BRICS por decisão de Milei

Manifestação contra Javier Milei reprimida pela polícia argentina