EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Cargueiro espacial Progress já deu sinal mas está fora de rota da ISS

Cargueiro espacial Progress já deu sinal mas está fora de rota da ISS
Direitos de autor 
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button

O cargueiro espacial russo Progress M-27M foi lançado na manhã desta terça-feira, do Cazaquistão, a reboque de um foguetão Soyuz. Devia ter acoplado

PUBLICIDADE

O cargueiro espacial russo Progress M-27M foi lançado na manhã desta terça-feira, do Cazaquistão, a reboque de um foguetão Soyuz. Devia ter acoplado à ISS, a Estação Espacial Internacional, em órbita da Terra, seis horas depois. Não se confirmou e as comunicações terão falhado por completo durante algum tempo.

Após libertar-se do foguetão, o cargueiro espacial perdeu-se numa órbita errada e distante da ISS, presume-se que 40 quilómetros acima do que era suposto estar.

Rússia recupera comunicação com nave-cargueiro Progress M-27M http://t.co/blodVs1wp6#ISS

— Agência EFE Portugal (@EFEportugal) 28 abril 2015

A RosCosmos já comentou o problema. A agência espacial russa admite ter havido uma falha de telemetria entre o cargueiro espacial não tripulado e o centro de operações, prevendo-se a esta altura um atraso de dois dias na chegada da Progress à ISS.

Two weeks worth of science recaps from the Expedition Lead Scientist http://t.co/nNtnbMMUZ9http://t.co/wxlyKPscEbpic.twitter.com/zczRjzGdBT

— ISS Research (@ISS_Research) 27 abril 2015

A bordo da Progress seguem cerca de duas toneladas e meia de mantimentos, onde se incluem comida, combustível, oxigénio e encomendas pessoais dos seis astronautas a bordo, que compõem a Expedição 43 da ISS: dois norte-americanos (o comandante Terry Witts e Scott Kelly), três russos (Anton Shkaplerov, Mikhail Kornienko e Gennady Padalka) e uma italiana (Samantha Cristoforetti).

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Estónia intensifica esforços para combater ataques híbridos russos

Tusk nomeia comissão para investigar influência russa e bielorrussa após detenções de espiões

Ataque russo com mísseis faz seis mortos em subúrbio de Kharkiv