Última hora

Última hora

Cargueiro espacial Progress já deu sinal mas está fora de rota da ISS

Cargueiro espacial Progress já deu sinal mas está fora de rota da ISS
Tamanho do texto Aa Aa

O cargueiro espacial russo Progress M-27M foi lançado na manhã desta terça-feira, do Cazaquistão, a reboque de um foguetão Soyuz. Devia ter acoplado à ISS, a Estação Espacial Internacional, em órbita da Terra, seis horas depois. Não se confirmou e as comunicações terão falhado por completo durante algum tempo.

Após libertar-se do foguetão, o cargueiro espacial perdeu-se numa órbita errada e distante da ISS, presume-se que 40 quilómetros acima do que era suposto estar.

A RosCosmos já comentou o problema. A agência espacial russa admite ter havido uma falha de telemetria entre o cargueiro espacial não tripulado e o centro de operações, prevendo-se a esta altura um atraso de dois dias na chegada da Progress à ISS.

A bordo da Progress seguem cerca de duas toneladas e meia de mantimentos, onde se incluem comida, combustível, oxigénio e encomendas pessoais dos seis astronautas a bordo, que compõem a Expedição 43 da ISS: dois norte-americanos (o comandante Terry Witts e Scott Kelly), três russos (Anton Shkaplerov, Mikhail Kornienko e Gennady Padalka) e uma italiana (Samantha Cristoforetti).