EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Síria: al-Nusra conquista última cidade de Idlib e quer derrubar Assad

Síria: al-Nusra conquista última cidade de Idlib e quer derrubar Assad
Direitos de autor 
De  Rodrigo Barbosa com Reuters / LUSA
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

A Frente Al-Nusra, filial da Al-Qaida na Síria, declarou a intenção de derrubar o regime de Damasco. O grupo é um elemento-chave da coligação

PUBLICIDADE

A Frente Al-Nusra, filial da Al-Qaida na Síria, declarou a intenção de derrubar o regime de Damasco.

O grupo é um elemento-chave da coligação insurgente que conquistou, esta quinta-feira, Ariha, a última cidade da província de Idlib, junto à fronteira com a Turquia, que ainda estava nas mãos das forças de Bashar al-Assad.

Numa entrevista difundida pela televisão Al Jazeera, com base no Catar, o líder da Frente Al-Nusra anunciou claramente o objetivo do grupo. Abu Mohamad Al-Golani disse que a “missão é derrubar o regime [de Assad] e todos os seus símbolos e aliados, como o Hezbollah e outros, bem como coordenar o estabelecimento de um sistema governado pela lei islâmica”.

O embaixador da Síria nas Nações Unidas disse que a entrevista viola as resoluções antiterroristas da ONU e acusou o Catar de tentar limpar a imagem da filial da Al-Qaida.

Numa reunião do Conselho de Segurança, Bashar al-Jaafari frisou que “a Al Jazeera transmitiu uma entrevista com o líder de um grupo terrorista […], que anunciou que a Síria será governada pela ‘sharia’” e perguntou se, com isso, “o Catar pode dizer que a Frente al-Nusra é um grupo terrorista moderado”.

Na mesma entrevista, al-Golani precisou que o grupo não tem “por agora” a intenção de “atacar o Ocidente”, mas disse que isso “pode mudar” se, segundo ele, “continuarem a apoiar o regime” de Assad.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Duas crianças entre os seis mortos após bombardeamentos de Assad em Idlib

Região rebelde de Idlib bombardeada após ataque em Homs

Ataque aéreo provoca várias vítimas mortais num mercado no noroeste da Síria