NSA "offline": Casa Branca critica atitude "irresponsável" do Senado

NSA "offline": Casa Branca critica atitude "irresponsável" do Senado
Direitos de autor 
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

O programa de vigilância da NSA (Agência Nacional de Segurança), denunciado por Edward Snowden, foi cancelado esta noite, depois do Senado

PUBLICIDADE

O programa de vigilância da NSA (Agência Nacional de Segurança), denunciado por Edward Snowden, foi cancelado esta noite, depois do Senado norte-americano não ter conseguido chegar a um acordo para prolongar temporariamente a medida, integrada na chamada lei Patriota.

Os senadores poderão, no entanto, voltar a pronunciar-se sobre o programa durante um voto que poderá acontecer até terça-feira, depois de terem aprovado a nova lei antiterrorista, por 77-17 votos, batizada agora “Lei da Liberdade”.

O parágrafo 215 da anterior legislação, criticada pela opinião pública e pelo senador republican Rand Paul, que bloqueou o debate, previa a recolha de informação telefónica de cidadãos com vista a prevenir possíveis atos terroristas.

A Câmara dos Comuns tinha aprovado, há alguns dias, a reforma da legislação antiterrorista, que prevê a continuação do programa da NSA mas mediante a autorização dos tribunais.

A Casa Branca criticou esta noite o comportamento do Senado como “irresponsável”, apelando a um acordo para pôr fim ao cancelamento do programa da NSA, que expirou à meia-noite, hora local.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Como vai o "USA Freedom Act" mudar as agências de informação dos Estados Unidos?

Homem imolou-se no exterior do tribunal onde Donald Trump está a ser julgado

Agentes da autoridade mortos a tiro no Estado de Nova Iorque