Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.
Última hora

Nuclear: John Kerry afirma que acordo sobre programa iraniano foi "o melhor possível"

Nuclear: John Kerry afirma que acordo sobre programa iraniano foi "o melhor possível"
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

John Kerry considerou que o acordo a que se chegou, na semana passada, em Viena, na Áustria, sobre o programa nuclear iraniano foi o melhor possível.

Perante o Congresso, o secretário de Estado norte-americano, avisou aos céticos que se aquele órgão recusar ratificar o acordo, isso será como dar “luz verde” para que o Irão duplique o ritmo de enriquecimento de urânio.

John Kerry sublinhou que este foi o melhor acordo possível e que ao contrário do que dizem “alguns anúncios desonestos de televisão”, a ideia de “uma capitulação completa do Irão, é pura fantasia”.

Também no Irão o acordo é criticado.

O presidente, Hassan Rouhani, eleito há dois anos com a promessa de aproximar o país do Ocidente, enfrenta a oposição dos Guardas Revolucionários e dos legisladores mais conservadores, que consideram que o acordo coloca em risco a segurança do Irão.

O presidente precisa que o documento seja aprovado de modo a conseguir atenuar as sanções que devastaram a economia do país.

Entretanto, em Nova Iorque, nos Estados Unidos, milhares de pessoas saíram às ruas exigindo que o Congresso rejeite o documento, sobre o programa nuclear iraniano.

A manifestação contou com a presença de figuras importantes da política nacional como o antigo governador de Nova Iorque, o republicano George Pataki.