Nuclear: John Kerry afirma que acordo sobre programa iraniano foi "o melhor possível"

Nuclear: John Kerry afirma que acordo sobre programa iraniano foi "o melhor possível"
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

John Kerry considerou que o acordo a que se chegou, na semana passada, em Viena, na Áustria, sobre o programa nuclear iraniano foi o melhor possível

PUBLICIDADE

John Kerry considerou que o acordo a que se chegou, na semana passada, em Viena, na Áustria, sobre o programa nuclear iraniano foi o melhor possível.

Perante o Congresso, o secretário de Estado norte-americano, avisou aos céticos que se aquele órgão recusar ratificar o acordo, isso será como dar “luz verde” para que o Irão duplique o ritmo de enriquecimento de urânio.

John Kerry sublinhou que este foi o melhor acordo possível e que ao contrário do que dizem “alguns anúncios desonestos de televisão”, a ideia de “uma capitulação completa do Irão, é pura fantasia”.

Também no Irão o acordo é criticado.

O presidente, Hassan Rouhani, eleito há dois anos com a promessa de aproximar o país do Ocidente, enfrenta a oposição dos Guardas Revolucionários e dos legisladores mais conservadores, que consideram que o acordo coloca em risco a segurança do Irão.

O presidente precisa que o documento seja aprovado de modo a conseguir atenuar as sanções que devastaram a economia do país.

Entretanto, em Nova Iorque, nos Estados Unidos, milhares de pessoas saíram às ruas exigindo que o Congresso rejeite o documento, sobre o programa nuclear iraniano.

A manifestação contou com a presença de figuras importantes da política nacional como o antigo governador de Nova Iorque, o republicano George Pataki.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Trump vence primárias na Carolina do Sul. Nikki Haley promete manter-se na corrida

Nova "Guerra das Estrelas": Rússia desenvolve sistema de mísseis nucleares antissatélite

Senado dos EUA aprova pacote de ajuda à Ucrânia