EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

França/ Manuel Valls: Justiça perseguirá autores da destruição em Moirans "de forma implacável".

França/ Manuel Valls: Justiça perseguirá autores da destruição em Moirans "de forma implacável".
Direitos de autor 
De  Antonio Oliveira E Silva com AFP
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Membros da comunidade cigana queimaram viaturas e bloquearam estradas e caminhos de ferro em Moirans porque o tribunal não autorizou a libertação de um menor para que este assistisse ao funeral de doi

PUBLICIDADE

O primeiro-ministro francês, Manuel Valls, disse esta quarta-feira no parlamento que a justiça iria encontrar e julgar os responsáveis pela onda de destruição ocorrida perto de Grenoble na madrugada desta terça-feira “de forma implacável.”

“Este tipo de violência como forma de protesto contra uma decisão da justiça é simplesmente intolerável,” acrescentou Valls.

Membros da comunidade cigana queimaram viaturas e bloquearam estradas e caminhos-de-ferro em Moirans, pequena localidade de 8 mil habitantes a cerca de 20 quilómetros de Grenoble, (região de Rhône-Alpes, sudeste).

Tudo porque o tribunal não autorizou a libertação de um menor, também de etnia cigana, para que este assistisse ao funeral de dois familiares.

Ambos tinham morrido num acidente quando fugiam num carro roubado.

A mãe do jovem detido, Adele Vinterstein, disse que a sua família se sente frustrada e desprezada pelas autoridades francesas:

“Foi a única solução que encontrámos para sermos ouvidos e a verdade é que era escusado termos chegado tão longe,” disse Vinterstein.

Esta quarta-feira, o clima em Moirans era ainda de alguma tensão.

Cerca de 200 polícias foram destacados para a região que, segundo as autoridades locais, continua em alerta máximo.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Macron desloca-se à Nova Caledónia para tentar pôr termo à violência no arquipélago

Polícia francesa mata homem que tentava incendiar sinagoga em Rouen

Pelo menos dois guardas prisionais mortos em ataque a carrinha celular em França