EventsEventos
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Escândalos no atletismo: Vitórias com sabor a derrota

Escândalos no atletismo: Vitórias com sabor a derrota
Direitos de autor 
De  Nara Madeira
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Os escândalos no atletismo repetem-se. As russas Mariya Savinova-Farnosova e Ekaterina Poistogova, medalhadas nos Jogos Olímpicos de Londres, em

PUBLICIDADE

Os escândalos no atletismo repetem-se. As russas Mariya Savinova-Farnosova e Ekaterina Poistogova, medalhadas nos Jogos Olímpicos de Londres, em 2012, estão envolvidas no escândalo de doping e devem perder as medalhas. Fazendo a norte-americana Alysia Montaño subir ao pódio. A atleta admite estar entusiasmada mas refere que todos sabiam o que se passava e diz que esta medalha não terá o mesmo “sabor”:

“Não é possível darem-me a minha celebração no pódio. Nem devolver-me a celebração com a minha família. Não podem devolver-me o momento em que vi a minha bandeira ser hasteada, estar ali orgulhosa de representar o meu país. Ninguém me pode devolver isso. No final das contas foi um roubo”, explica Montaño.

Tatyana Lebedeva é vice-presidente da federação russa de atletismo. O país que está no centro deste escândalo mas, para ela, esta situação não afeta apenas a Rússia:

“A ideia de proibir os atletas foi uma surpresa, mas a maior surpresa é que seja unilateral, que afete apenas a Rússia, apesar dos escândalos continuarem e por todo o mundo. No Quénia, em África, na Europa, Este é um problema partilhado e que devemos resolver juntos”, diz Lebedeva.

A Agência Mundial de Antidopagem pediu a suspensão da Federação Russa de Atletismo, por práticas de doping. A Interpol anunciou a abertura de uma investigação à escala mundial. Um desafio também para os patrocinadores:

“Os Jogos Olímpicos sobreviveram a boicotes mas estamos no mundo moderno e as pessoas querem ver todos os atletas de alto nível e os principais países a competirem”, adianta Nigel Currie, consultor de patrocínios.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Campeã olímpica Caster Semenya ganha recurso contra testosterona no atletismo

"O verdadeiro Mo Farah"

Atletas ucranianos treinam na Albânia mas com saudades de casa