EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

COP21: França ajuda África com milhares de euros para desenvolvimento de energias renováveis

COP21: França ajuda África com milhares de euros para desenvolvimento de energias renováveis
Direitos de autor 
De  Antonio Oliveira E Silva com AFP
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

O Presidente francês, François Hollande, disse esta terça-feira na COP21 que o seu país ajudará África com milhares de euros para projetos energéticos

PUBLICIDADE

A Cimeira do Clima das Nações Unidas ou COP21 começou há dois dias e os representantes de mais de 150 Estados já tomam as primeiras decisões em relação a projetos futuros e a fundos necessários para que estes se tornem realidade.

Os líderes mundiais procuram saber quem pagará o quê, sobretudo porque, ao voltar para os seus países, terão de chegar com um acordo na mão que seja bem visto pelos cidadãos.

Watch our short video from day one of #COP21, where 150+ world leaders met to begin this historic conference.
https://t.co/REvUXnRalE

— UN Climate Action (@UNFCCC) December 1, 2015

A França, por exemplo, tomou esta terça-feira a iniciativa de ajudar o Continente africano com projetos orientados para o desenvolvimento de energias renováveis e para a eletrificação de diversas regiões durante os próximos anos.

“Uma porção muito substancial dos nossos esforços irá para África, particularmente para projetos de eletrificação do continente, e isto, antes de dois mil e vinte. Anuncio que a França transferirá 6 mil milhoes de euros para este tipo de projetos entre 2016 e 2020”, disse o Presidente francês na COP21.

« Pour favoriser l'accès à l'électricité, La France engagera 6Mds€ entre 2016 et 2020 en #Afrique » fhollande</a> <a href="https://twitter.com/hashtag/%C3%89nergie?src=hash">#Énergie</a> <a href="https://twitter.com/hashtag/COP21?src=hash">#COP21</a> <a href="https://twitter.com/francediplo">francediplo

— AFD_France (@AFD_France) 1 Décembre 2015

A Aliança Internacional Solar

Entretanto, uma coligação de 121 países das regiões com mais sol do planeta apresentou, à margem da COP21 2, a Aliança Internacional Solar, por iniciativa do Primeiro-ministro da União Indiana, Narendra Modi

“Queremos trazer a energia solar para as nossas vidas, as nossas casas, tornando-a menos cara, mais confiável e mais fácil de a ligar em rede”, disse Narendra Modi.

A ISA reúne Estados situados entre os trópicos de Câncer e de Capricórnio, alguns dos quais têm mais de 300 dias de sol por ano.

Na declaração de apresentação da coligação, os países signatários referem que querem reduzir os custos de financiamento e de tecnologia para desenvolver ativos solares competitivos.

Espera-se que da COP21, que termina a 11 de dezembro, resulte um acordo global e vinculativo para reduzir as emissões de gases com efeito de estufa, de modo a limitar o aquecimento global a 2º Celsius, por comparação com a era pré-industrial.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Potências mundiais e empresários multimilionários prometem liderar Revolução Verde

Jim Yong Kim: "A COP 21 é, provavelmente, o encontro mais importante de sempre sobre alterações climáticas"

Financiamento das medidas para limitar o aquecimento global divide conferência do clima