This content is not available in your region

Liga Portuguesa, J12: Sporting, Porto e Benfica explicam como ganhar três pontos sem brilhar

Access to the comments Comentários
De  Euronews
Liga Portuguesa, J12: Sporting, Porto e Benfica explicam como ganhar três pontos sem brilhar

<p><div style="width:606px;margin-bottom:8px;"> <div style="background-color:#e8e8e8; font-size:12px; padding:8px;border-radius:8px;"> <h4><b>O Sporting consolidou a liderança da Liga portuguesa com mais uma vitória por 1-0, a quarta consecutiva no campeonato, enquanto Benfica e Porto seguem firmes na perseguição. Rui Patrício foi o herói dos leões no Estádio dos Barreiros, na Luz, Jonas aproveitou dois penáltis para reforçar o primeiro lugar na lista de melhores marcadores.</b></h4> </div> </div><br /> [em ATUALIZAÇÃO]<br /> Jorge Jesus é assumidamente um adepto do futebol com nota artística mas também sabe perfeitamente que mais importante que dar espetáculo, é conquistar os três pontos em cada fim de semana. A vitória pela margem mínima frente ao Marítimo, no Funchal, é reflexo disso mesmo.</p> <p>O Sporting voltou a apresentar um futebol previsível e com muito poucas ideias no último terço do terreno. A ausência de Slimani, a cumprir um jogo de castigo, não ajudou mas também não se pode propriamente dizer que o argelino seja o criativo que falta à equipa.<br /> <blockquote class="twitter-tweet" lang="pt"><p lang="pt" dir="ltr">HISTÓRICO!!! <a href="https://twitter.com/Sporting_CP"><code>Sporting_CP</a> sofreu apenas 5 golos em 12 jogos na Liga. É o melhor registo dos últimos 45 anos (6/12/1970) com 2 golos sofridos</p>&mdash; playmaker stats (</code>playmaker_PT) <a href="https://twitter.com/playmaker_PT/status/673286737830019076">5 dezembro 2015</a></blockquote><br /> <script async src="//platform.twitter.com/widgets.js" charset="utf-8"></script></p> <p>Se houve coisa que não faltou, no entanto, foi pragmatismo. Os leões marcaram na única jogada digna desse nome, Adrien foi o marcador de serviço. Já a temporada passada os leões tinham ganho nos Barreiros com um tento solitário do capitão.</p> <p>No entanto, o herói foi outro. Rui Patrício efetuou uma exibição assombrosa e foi ele o principal responsável pelos três pontos.<br /> <iframe src="http://rd3.videos.sapo.pt/playhtml?file=http://rd3.videos.sapo.pt/ghW3WAKw3vz2TDuAEOLJ/mov/1" frameborder="0" scrolling="no" width="600" height="338" webkitallowfullscreen mozallowfullscreen allowfullscreen ></iframe><br /> <p><br /> <div style="width:606px;margin-bottom:8px;"> <div style="background-color:#e8e8e8; font-size:12px; padding:8px;border-radius:8px;"> <h4>Ficha de jogo</h4> <p>Estádio do Marítimo, Funchal (cerca de 6.800 espetadores)<br> <b>Árbitro: </b>Rui Costa (Porto)</p> <p><b>Marítimo:</b>Salin, João Diogo, Deyvison, Dirceu, Patrick Vieira (Rúben Ferreira, 64), Fransérgio (A) (Baba, 81), Alex Soares, Éber Bessa, Ghazaryan (Xavier, 34), Marega e Dyego Sousa<br> Treinador: Ivo Vieira</p> <p><b>Sporting:</b>Rui Patrício, João Pereira, Paulo Oliveira (A), Ewerton, Jefferson, William Carvalho (A), Adrien, João Mário (Naldo, 90+2), Bryan Ruiz, Gelson Martins (Aquilani, 61 A) e Montero (Tanaka, 78)<br /> Treinador: Jorge Jesus</p> <p><b>Golos: </b>Adrien (53')</p> </div> </div><br /> Bem diferente foi o jogo no Estádio do Dragão, onde não faltaram oportunidades ao FC Porto para alcançar uma goleada frente ao Paços de Ferreira. Acabaram por sofrer para garantir os três pontos com uma vitória por 2-1.<br /> <iframe src="http://rd3.videos.sapo.pt/playhtml?file=http://rd3.videos.sapo.pt/OMZhpYOmOFPQwTJaAolW/mov/1" frameborder="0" scrolling="no" width="600" height="338" webkitallowfullscreen mozallowfullscreen allowfullscreen ></iframe><br /> <p><br /> Os dragões estiveram longe de fazer uma exibição de encher o olho, mesmo assim criaram oportunidades mais que suficientes para construir um resultado tranquilo. Aboubakar, em particular, esteve perfeitamente desastrado. Valeram os golos de Corona (mais uma excelente execução do mexicano) e Layún, da marca de grande penalidade.</p> <p>Nos pacenses, Bruno Moreira só precisou de uma oportunidade para marcar, enquanto Marafona mostrou a Fernando Santos que está na corrida por uma das três vagas para guarda-redes na seleção para o Euro 2016.<br /> <div style="width:606px;margin-bottom:8px;"> <div style="background-color:#e8e8e8; font-size:12px; padding:8px;border-radius:8px;"> <h4>Ficha de jogo</h4> <p>Estádio do Dragão, Porto (28.617 espetadores)<br> <b>Árbitro: </b>Carlos Xistra (Castelo Branco)</p> <p><b>FC Porto:</b>Casillas, Maxi Pereira, Maicon, Martins Indi, Layún, Rúben Neves, Herrera (Evandro, 86), André André (Danilo, 66), Corona, Aboubakar e Brahimi (Tello, 78)<br> Treinador: Julen Lopetegui</p> <p><b>Paços de Ferreira:</b> Marafona, Bruno Santos (João Silva, 80), Marco Baixinho, Ricardo (A), Hélder Lopes, Romeu (Christian, 60 A), Pelé, Diogo Jota, Andrezinho (Fábio Martins, 65), Edson Paraíba e Bruno Moreira<br /> Treinador: Jorge Simão</p> <p><b>Golos: </b>Bruno Moreira (8'), Corona (29') e Layún (gp 64')</p> </div> </div><br /> O Benfica não sentiu grandes dificuldades para levar de vencida a Académica por 3-0. Jonas marcou por duas vezes, de penálti, mas quem fez o Estádio da Luz sonhar foi Renato Sanches. O médio, ainda com idade de júnior, fechou a contagem com uma bomba de fora da área.<br /> <iframe src="http://rd3.videos.sapo.pt/playhtml?file=http://rd3.videos.sapo.pt/We8myO9QVho0C4r5Osoj/mov/1" frameborder="0" scrolling="no" width="600" height="338" webkitallowfullscreen mozallowfullscreen allowfullscreen ></iframe><br /> <p><br /> A equipa de Rui Vitória subiu claramente de rendimento com a entrada do jovem médio no onze e a passagem de Pizzi para a ala direita. Os dois voltaram a estar em bom plano num encontro onde o triunfo dos encarnados nunca esteve em causa.<br /> <div style="width:606px;margin-bottom:8px;"> <div style="background-color:#e8e8e8; font-size:12px; padding:8px;border-radius:8px;"> <h4>Ficha de jogo</h4> <p>Estádio da Luz, Lisboa (34.752 espetadores)<br> <b>Árbitro: </b>Luís Ferreira (Braga)</p> <p><b>Benfica:</b>Júlio César, André Almeida, Lisandro Lopez, Jardel, Eliseu, Fejsa (A) (Samaris, 67), Pizzi (Gonçalo Guedes, 75), Renato Sanches, Gaitán, Jonas e Mitroglou (Carcela, 81)<br> Treinador: Rui Vitória</p> <p><b>Académica:</b> Pedro Trigueira (A), Aderlan (A), Iago, Ricardo Nascimento, Ofori (A), Fernando Alexandre, Leandro Siva, Nuno Piloto (Hugo Seco, 54), Ivanildo, Nii Plange (Rabiola, 62 A) e Gonçalo Paciência (Rafael Lopes, 70)<br /> Treinador: Filipe Gouveia</p> <p><b>Golos: </b>Jonas (gp 35', gp 69') e Renato Sanches (85')</p> </div> </div><br /> <h3>Sporting de Braga descola, Vitória de Setúbal com ataque de grande</h3><br /> <div style="width:300px; float:right; margin-left:8px;margin-bottom:8px;margin-right:8px;"><br /> <div style="background-color:#e8e8e8; font-size:12px; padding:8px;border-radius:8px;"><br /> <h4>Melhores marcadores:</h4><b>10 golos:</b> Jonas (Benfica);<br /> <b>7 golos:</b> Slimani (Sporting) e Suk (V. Setúbal);<br /> <b>6 golos:</b> Corona (FC Porto ), Bonatini (Estoril) e Dyego Sousa (Marítimo);<br /> <b>5 golos:</b> Aboubakar (FC Porto), André Claro (V. Setúbal) e Bruno Moreira (P. Ferreira).</p><br /> </div><br /> </div><br /> O Sporting de Braga descolou dos três primeiros ao não ir além de um nulo no terreno do vizinho Moreirense. Já o Vitória de Setúbal continua em grande. A equipa de Quim Machado continua a privilegiar o futebol de ataque e com 12 jogos efetuados tem já 21 golos marcados. Tantos como o líder Sporting e apenas superados por Benfica e Porto. O sul-coreano Suk voltou a estar endiabrado e bisou na vitória por 3-0 no Estádio do Restelo. A primeira derrota em casa para o Belenenses, mas que valeu as primeiras críticas ao treinador Ricardo Sá Pinto.<br /> <blockquote class="twitter-tweet" lang="pt"><p lang="pt" dir="ltr">Belenenses – V. Setúbal, 0×3: maior vitória de sempre dos sadinos no Restelo no Campeonato Nacional. <a href="https://twitter.com/hashtag/playmaker?src=hash">#playmaker</a> <a href="https://twitter.com/hashtag/liganos?src=hash">#liganos</a></p>— playmaker stats (@playmaker_PT) <a href="https://twitter.com/playmaker_PT/status/673546448580034560">6 dezembro 2015</a></blockquote><br /> <script async src="//platform.twitter.com/widgets.js" charset="utf-8"></script><br /> <p><br /> O Arouca colocou um ponto final a uma série de dez encontros sem vencer ao receber e vencer o Boavista por 3-2. Na Amoreira, Bonatini voltou a ser o herói de serviço para o Estoril. O atacante brasileiro marcou ao cair do pano o golo que valeu o empate frente ao Nacional. Quem vai de mal a pior é o Tondela, que sofreu a quarta derrota consecutiva no terreno do União da Madeira e é cada vez mais último.<br /> <div style="float:left;width:95%;background-color:#e8e8e8;border-radius:8px; padding: 5px 0 5px 0;margin-bottom:15px;"><br /> <div style="float:left;width:45%;font-size:0.9em; padding:8px;border-right: 1px dotted black;"><br /> <h4>Jornada 12:</h4><br /> <b>Benfica – Académica, 3-0<br /> Belenenses – V. Setúbal, 0-3<br /> FC Porto – Paços Ferreira, 2-1<br /> Marítimo – Sporting, 0-1<br /> Arouca – Boavista, 3-2<br /> Estoril – Nacional, 1-1<br /> U. Madeira – Tondela, 2-0<br /> Moreirense – Sp. Braga, 0-0<br /> </b><br /> V. Guimarães – Rio Ave (7/dez) <br /> </div><br /> <div style="float:left;width:45%;font-size:0.9em; padding:8px;"><br /> <h4>Jornada 13:</h4><br /> Boavista – Estoril (11/dez)<br /> Rio Ave – Arouca (12/dez)<br /> V. Guimarães — Marítimo<br /> V. Setúbal – Benfica<br /> P. Ferreira – U. Madeira (13/dez)<br /> Nacional – FC Porto<br /> Sporting – Moreirense<br /> Tondela – Sp. Braga<br /> Académica – Belenenses (14/dez)<br /> </div><br /> </div></p>