EventsEventosPodcasts
Loader
Find Us
PUBLICIDADE

Papa pede mais proteção para os cristão que vivem no Iraque

Papa pede mais proteção para os cristão que vivem no Iraque
Direitos de autor 
De  Euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

O papa Francisco defende que os direitos dos cristãos no Iraque têm que ser protegidos. O líder da Igreja Católica encontrou-se esta quarta-feira com

PUBLICIDADE

O papa Francisco defende que os direitos dos cristãos no Iraque têm que ser protegidos. O líder da Igreja Católica encontrou-se esta quarta-feira com o primeiro-ministro iraquiano, Haidar al-Abadi.
Num comunicado divulgado pelo Vaticano, a reunião foi qualificada como cordial e fez-se referência ao bom estado das relações bilaterais.

Mas neste encontro foram debatidas as condições de vida dos cristãos e das minorias étnicas religiosas que vivem no Iraque que se têm detriorado nas últimas décadas.

Recorde-se que no início dos anos 2000 viviam mais de 1 milhão e meio de católicos no Iraque e nesta altura apenas restam 400 mil. Os restantes foram obrigados a fugir das milícias radicais que existem em todo o país e mais recentemente, da perseguição feita pelo autoproclamando Estado Islâmico.

Na semana passada, o Parlamento Europeu decidiu classificar como “genocídio” as “atrocidades” o que está a acontecer na Síria e Iraque por motivos religiosos contra minorias como os cristãos ou os yazidis.
Em Estrasburgo foi aprovada, por unanimidade, a “resolução” em que se acusa o autoproclamado “Estado Islâmico” de genocídio pela sistemática perseguição das minorias religiosas no Médio Oriente.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Papa Francisco pede desculpa por utilizar termo ofensivo sobre pessoas LGBT

Papa Francisco condena "ataque terrorista vil" em Moscovo

Mulheres que dizem ter sido abusadas por um jesuíta outrora famoso exigem transparência ao Vaticano