EventsEventosPodcasts
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Rússia: Luto pelas vítimas do acidente de avião em Rostov-on-Don

Rússia: Luto pelas vítimas do acidente de avião em Rostov-on-Don
Direitos de autor 
De  Antonio Oliveira E Silva com LUSA
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Começaram este domingo as cerimónias fúnebres pelas vítimias do acidente do voo da FlyDubai Rostov-on-Don.

PUBLICIDADE

Começaram este domingo as cerimónias fúnebres pelas vítimas do acidente do voo da FlyDubai Rostov-on-Don.

Um Boeing 738 da companhia de baixo custo, registada nos Emirados Árabes Unidos, despenhou-se na madrugada de sábado, por volta das 3 da manhã (hora local), a uns 250 metros da pista de aterragem em Rostov-on-Don, no sul da Rússia, causando a morte de 62 passageiros.

O avião caiu bruscamente sobre o aeroporto da cidade depois de passar horas às voltas sobre a cidade, à espera de que as condições meteorológicas permitissem a aterragem.

A maioria dos passageiros era russa, praticamente todos da região de Rostov-on-Don, que tinham viajado aos Emirados Árabes em turismo.

A FlyDubai anunciou entretanto que vai indemnizar com 20 mil dólares cada família dos 62 passageiros.

As autoridades russas indicam será necessário pelo menos um mês para que a leitura das caixas negras do aparelho possa ser concluída.

Moscovo deu, entretanto, início a um inquérito para averiguar as causas da catástrofe.

Se as más condições atmosféricas parecem ter sido determinantes para o acidente, os media russos falavam este fim de semana, no entanto, na existência de uma falha humana e de um conjunto de opções erradas por parte do piloto momentos antes da aterragem.

O presidente executivo da FlyDubai, Gaiz al-Gaiz, por seu lado, assegurou que tanto o piloto, como o copiloto contavam com mais de 5 mil horas de voo cada.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Putin ameaça a Alemanha: Rússia pode fornecer armas para atingir alvos ocidentais

Putin substitui Shoigu porque quer Ministério da Defesa "aberto à inovação"

Putin substitui ministro da Defesa. Shoigu será secretário no Conselho de Segurança da Rússia