Última hora
This content is not available in your region

Atenas indigna-se face ao ataque da polícia macedónia sobre refugiados

euronews_icons_loading
Atenas indigna-se face ao ataque da polícia macedónia sobre refugiados
Tamanho do texto Aa Aa

O primeiro-ministro grego condena o ataque da polícia da Macedónia contra os refugiados do campo de Idomeni no norte da Grécia de que resultaram feridas 260 pessoas quando tentaram passar a fronteira.

O primeiro ministro grego, Alexis Tsipras, mostra-se indignado. “Eu quero dizer que esta é uma enorme vergonha para a civilização europeia e para os países que querem fazer parte da civilização europeia, e estou a aguardar que as autoridades europeias, organizações internacionais e Alto Comissário das Nações Unidas para os refugiados que se pronunciem sobre o que aconteceu ontem”.

A polícia recorreu a gás lacrimogéneo e balas de borracha disparando sobre homens, mulheres e crianças.

Duas centenas de pessoas foram socorridas pelas unidades médicas locais com problemas respiratórios e ferimentos de balas de borracha.

Os incidentes começaram ao final da manhã quando cerca de 500 migrantes se concentraram junto à barreira para pedir a abertura da fronteira.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.