Última hora

Última hora

Wolfgang Schäuble quer criar uma "lista negra internacional única" para combater evasão fiscal

Em leitura:

Wolfgang Schäuble quer criar uma "lista negra internacional única" para combater evasão fiscal

Wolfgang Schäuble quer criar uma "lista negra internacional única" para combater evasão fiscal
Tamanho do texto Aa Aa

O ministro alemão das Finanças quer combater os paraísos fiscais.

Wolfgang Schäuble pretende criar uma “lista negra internacional única” onde constem empresas e países que não respeitem as regras em matéria fiscal. Propõe, ainda, que as organizações não-governamentais e os jornalistas tenham acesso à informação nos mesmos moldes das autoridades do fisco.

“Temos de internacionalizar os padrões de registo e de informações. Ao ligarmos, internacionalmente, esses registos, ao partilharmos a informação, conseguimos reduzir, significativamente, a margem de manobra desses modelos abusivos. Já aconteceu muita coisa mas isto vai ser intensificado” informa Schäuble.

A Nova Zelândia diz estar disponível para alterar a legislação de combate à evasão fiscal.

O país surgiu nos documentos da Mossack Fonseca, divulgados pela imprensa internacional, como um paraíso fiscal, utilizado por empresas e políticos estrangeiros para movimentação de capital.

O Governo pediu ao fiscalista John Shewen para que analisar a legislação do país para que se possam fazer melhorias. O relatório estará concluído no final de junho.

“Estamos abertos a considerar alterações às leis de divulgação. Pedimos ao Sr. Shewen para analisar de forma rigorosa e independente o atual regime para perceber se está apto para esse objetivo”, afirmou o primeiro-ministro, John Key.

Em 2014 o departamento de Finanças recomendou uma reforma legislativa com o objetivo de rever a tributação dos fundos estrangeiros a operar na Nova Zelândia.