"Brexit": Boris e Gove na Inglaterra profunda

"Brexit": Boris e Gove na Inglaterra profunda
De  Ricardo Figueira com Reuters, AP
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Apesar da dissidência de vários membros do governo, David Cameron garantiu que não vai remodelar o executivo.

PUBLICIDADE

Uma lufa-lufa é o mínimo que se pode dizer deste último dia de campanha de Boris Johnson, antigo presidente da câmara de Londres e principal figura do campo pela saída do Reino Unido da União Europeia.

Johnson andou de avião e de helicóptero por várias cidades – tudo para conseguir mais votos pela saída: “Quem elegeu esta gente? Queremos ser sugados para um supra-Estado federal desta maneira? Claro que não”, disse, num “comício” improvisado com apoiantes.

De Selby a Darlington, Boris percorreu a Inglaterra profunda e ainda teve tempo para matar a sede num “pub”.

O ministro da Justiça Michael Gove andou por Portsmouth, no sul de Inglaterra. Gove e Johnson são as principais figuras do Partido Conservador a contestar a União Europeia.

“As pessoas vão ter, esta quinta-feira, a oportunidade de retomar o controlo da nossa democracia. Esse é um argumento poderoso que está a ser ouvido pelas pessoas aqui em Portsmouth”, disse o ministro.

Apesar da dissidência de vários membros do governo face à linha do primeiro-ministro David Cameron, partidário da permanência, Cameron garantiu que não vai remodelar o executivo.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Unionistas terminam bloqueio: parlamento da Irlanda do Norte pode retomar atividade no fim de semana

Batalha legal contra as "prisões" temporárias de requerentes de asilo em Inglaterra

Referendo australiano chumba proposta de Comissão de Defesa dos Indígenas