Depois de Snowden, NSA enfrenta mais uma fuga de informação

Depois de Snowden, NSA enfrenta mais uma fuga de informação
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

O caso gira à volta de seis documentos classificados e produzidos em 2014 por um órgão governamental e que Harold Martin, 51 anos, tinha em seu poder.

PUBLICIDADE

O FBI prendeu um contratado da Agência de Segurança Nacional (NSA) americana sob a acusação de roubo de informação altamente confidencial e investiga agora uma eventual ligação à recente fuga de ferramentas de pirataria informática usadas para entrar em computadores de países como a Rússia e a China, segundo um comunicado do Departamento de Justiça.

Here's how the DOJ press release announcing the arrest of Harold Thomas Martin III describes what he did. pic.twitter.com/AXDNYSzLSg

— Eric Geller (@ericgeller) October 5, 2016

Harold Thomas Martin, de 51 anos, foi detido em Maryland em agosto, dois depois de uma inspeção ao seu carro e à casa onde vivia, a 27 de agosto.

Trabalhava para a mesma consultora, Booz Allen Hamilton, que Edward Snowden quando causou a fuga de informação da NSA em 2013.

“Investigators suspected that Mr. Martin might have taken the material before Mr. Snowden’s actions became public.” https://t.co/cExvO2np15pic.twitter.com/PtTiVyAEgF

— Eric Geller (@ericgeller) October 5, 2016

A empresa emitiu um comunicado dizendo que quando tomou conhecimento da detenção do seu funcionário pelo FBI, tinha procedido de imediato ao seu despedimento e que se tinha disposto a colaborar por inteiro com o FBI.

O Departamento de Justiça americano acusou Martin, que detinha autorização para aceder a segredos nacionais, com roubo de material governamental classificado. A queixa oficial não especificava a motivação de Martin, que pode incorrer numa pena de até 10 anos de prisão.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Estados Unidos espiaram ministérios alemães e BCE

Agricultores espanhóis bloqueiam estradas e autoestradas com tratores, pneus e ramos de árvores

Salvini julgado por recusar desembarque de migrantes: "Orgulhoso do que fiz"