EUA: Clinton lança apelo a eleitorado republicano

EUA: Clinton lança apelo a eleitorado republicano
Direitos de autor 
De  Euronews com AP, EFE, Reuters
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Nos Estados Unidos, o aniversário da candidata democrata Hillary Clinton não chegou para interromper a campanha eleitoral.

PUBLICIDADE

Nos Estados Unidos, o aniversário da candidata democrata Hillary Clinton não chegou para interromper a campanha eleitoral.

Falando no estado da Florida, um estado-chave nestas eleições, a candidata à Casa Branca afirmou acreditar que não apenas democratas mas também republicanos e independentes estão a apoiar a sua campanha.

Para Clinton é agora que é essencial fazer passar a mensagem.

“Vou trabalhar o mais possível durante os próximos treze dias para levar a minha mensagem ao maior número de pessoas possível. Não podemos abrandar agora, mesmo que seja por momentos. Cada voto conta”, disse Clinton num comício realizado em Fort Worth.

Quanto ao seu rival, o candidato republicano Donald Trump interrompeu a campanha esta quarta-feira para inaugurar um dos seus empreendimentos, desta feita um hotel em Washington.

“Os meus filhos trabalharam muito neste projeto e queria estar aqui com eles para a inauguração. Mas a outra razão é este projeto foi concluído dentro do prazo e do orçamento, algo inédito neste país”, disse Trump após a inauguração.

Entretanto, Trump regressou à campanha eleitoral com comícios na Carolina do Norte e em Ohio, dois estados que poderão ser determinantes na corrida para a Casa Branca.

Uma sondagem publicada esta quarta-feira sugere que mais republicanos pensam que Hillary Clinton irá vencer as eleições, um golpe para Donald Trump que tem perdido terreno devido vários escândalos sexuais.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Mike Pence: "A maioria dos norte-americanos acredita no nosso papel de líderes do mundo livre"

Homem imolou-se no exterior do tribunal onde Donald Trump está a ser julgado

Agentes da autoridade mortos a tiro no Estado de Nova Iorque