EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Argentina: Cristina Kirchner diz estar a ser alvo de "perseguição política"

Argentina: Cristina Kirchner diz estar a ser alvo de "perseguição política"
Direitos de autor 
De  Miguel Roque Dias com REUTERS; EFE
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

A antiga presidente da Argentina diz estar a ser vítima de “perseguição política”.

PUBLICIDADE

A antiga presidente da Argentina diz estar a ser vítima de “perseguição política”.

Cristina Kirchner prestou, esta segunda-feira, declarações em tribunal. A justiça pretende apurar se o seu Governo (2005-2015) favoreceu algumas empresas na concessão de obras públicas.

Kirchner diz-se perseguida e pediu uma auditoria às obras em causa.

O atual chefe de Estado afirma que na Argentina se respeita a democracia.

“A justiça deve agir de forma independente
e nós não nos envolvemos. Nós acreditamos que a Argentina que todos queremos é essa. Uma Argentina onde a democracia é, seriamente, respeitada, onde há separação de poderes. Todos os argentinos, querem que não haja mais impunidade, que se saiba o que se passou em relação a todas as denúncias que há”, afirma o presidente Maurício Macri.

Cristina Kirchner é a primeira de uma lista de 17 pessoas convocadas pelo juiz federal Julián Ercolini, para prestar depoimento.

No centro deste caso de corrupção estarão eventuais favorecimentos do Executivo da antiga presidente ao empresário Lázaro Báez, detido sob a acusação de enriquecimento ilícito.

Em Buenos Aires, milhares de pessoas saíram às ruas em apoio a Cristina Kirchner.

In court on corruption charges, CFKArgentina</a> refused Qs & alleged "political persecution", comparing self to Lula. <a href="https://t.co/e61vdiTUom">https://t.co/e61vdiTUom</a> <a href="https://t.co/1g4uWcRWOz">pic.twitter.com/1g4uWcRWOz</a></p>&mdash; Claire Rigby (claire_rigby) October 31, 2016

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

501 caixões e 200 sacos com cadáveres encontrados abandonados na Argentina

Argentina fora dos BRICS por decisão de Milei

Manifestação contra Javier Milei reprimida pela polícia argentina