EventsEventosPodcasts
Loader
Find Us
PUBLICIDADE

Ministério Público holandês pede 5000 euros de multa para Geert Wilders

Ministério Público holandês pede 5000 euros de multa para Geert Wilders
Direitos de autor 
De  Nara Madeira
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

O Ministério Público holandês pediu, esta quinta-feira, que o deputado Geert Wilders seja condenado a pagar uma multa por insultar os marroquinos: “Na nossa sociedade democrática, a liberdade de expre

PUBLICIDADE

O Ministério Público holandês pediu, esta quinta-feira, que o deputado Geert Wilders seja condenado a pagar uma multa por insultar os marroquinos:

“Na nossa sociedade democrática, a liberdade de expressão é muito importante mas não a qualquer preço. Pedimos ao tribunal que condene Wilders por incitar ao ódio e à discriminação contra um grupo e que seja condenado a uma multa de 5000 euros”, afirmou o procurador público Wouter Bos.

Ainda assim, a acusação não considera que estas tenham sido as piores declarações alguma vez feitas pelo controverso representante da extrema-direita da Holanda.

Geert Wilders perguntou aos seus apoiantes, após as autárquicas de 2014, num evento em Haia, se queriam mais ou menos marroquinos na sua cidade e na Holanda. A resposta foi “menos” ao que Wilders respondeu “vamos tratar disso”.

Para o Ministério Público as declarações mostram uma clara distinção entre marroquinos e outros cidadãos holandeses.

O julgamento decorre até 25 de novembro espera-se um veredicto a 9 de dezembro.

Este é o segundo julgamento do género contra Geert Wilders. Em 2011, foi absolvido por um tribunal que concluiu que as suas observações, feitas na altura, tinham como alvo uma religião e não um grupo específico de pessoas.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Holanda: Três culpados pelo envolvimento no homicídio do jornalista Peter R. de Vries

Partidos de direita chegam a acordo sobre nova coligação nos Países Baixos

Países Baixos lembram vítimas da Segunda Guerra Mundial