A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Theresa May cede ao parlamento sem modificar calendário do "Brexit"

Theresa May cede ao parlamento sem modificar calendário do "Brexit"
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

O governo britânico iniciou o processo de saida do país da UE ao apresentar, esta quinta-feira, o projeto-lei que irá autorizar a primeira-ministra a ativar o artigo 50 do Tratado da União.

A proposta, com apenas duas frases, intitulada, “notificação à UE ou proposta de retirada”, vai ser debatida nas duas câmaras do parlamento na próxima semana.

O voto final é esperado no dia 8, quando a rainha terá que proclamar a decisão antes da data limite de 31 de março, fixada por May.

Sob pressão do Supremo Tribunal, o governo é assim obrigado a passar pelo parlamento, mas sem modificar o seu calendário de “retirada”.

Mas o debate deverá voltar a mobilizar a oposição ao “Brexit” que pretende apresentar várias emendas para atrasar o processo.

A primeira-ministra conservadora conta com uma maioria frágil na câmara dos comuns, quando o seu partido não é maioritário na câmara dos lordes.

Mais do que por em causa o avanço do processo, a consulta parlamentar poderá obrigar May a rever o seu calendário de negociações e mesmo incluir novos votos do parlamento durante o processo negocial.