EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Novos controlos Schengen entram em vigor

Novos controlos Schengen entram em vigor
Direitos de autor 
De  Rodrigo Barbosa com AFP / LUSA
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

A introdução de controlos sistemáticos nas fronteiras externas do Espaço Schengen provocou, esta sexta-feira, enormes engarrafamentos nas passagens entre a Eslovénia e a Croácia, importante eixo para

PUBLICIDADE

A introdução de controlos sistemáticos nas fronteiras externas do Espaço Schengen provocou, esta sexta-feira, enormes engarrafamentos nas passagens entre a Eslovénia e a Croácia, importante eixo para o transporte rodoviário e deslocações de férias nos Balcãs.

Durante a tarde de ontem, era preciso esperar mais de duas horas e meia para passar do território esloveno para o croata.

Um condutor diz que “é um desastre” e explica que transporta “duas pessoas incapacitadas, que precisam de ir à casa-de-banho, mas não têm onde ir”.

No sentido inverso, outro afirma que esperou “uma hora e meia no lado croata, mais uma hora e meia para passar o controlo esloveno, com duas crianças pequenas no carro”.

Proposta pela Comissão Europeia depois dos atentados de Paris, em novembro de 2015, a alteração no Código de Fronteiras Schengen visa travar os chamados “combatentes estrangeiros”, muitos dos quais cidadãos comunitários que foram lutar ou receber treino na Síria e no Iraque.

No aeroporto da capital romena, Bucareste, uma porta-voz da polícia fronteiriça explica que “se for identificada uma destas pessoas ou se um documento aparecer com um alerta na base de dados, essa pessoa será alvo de verificações detalhadas. Mas o processo não vai afetar a fluidez do tráfego de passageiros”.

No entanto, as filas de espera eram ontem maiores do que o habitual, com a entrada em vigor do controlo sistemático de todas as entradas e saídas do espaço Schengen, agora também aplicado aos cidadãos comunitários, quando antes apenas visava os de países terceiros.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Co-presidente dos Conservadores e Reformistas Europeus não descarta apoio ao PPE após eleições

Debate Europeias: eleitores que votam pela primeira vez colocaram questões aos candidatos

"A próxima Comissão será de centro-direita", diz copresidente do CRE