Última hora
This content is not available in your region

Primeiros dois prémios do Festival de Cannes

Primeiros dois prémios do Festival de Cannes
Tamanho do texto Aa Aa

Os prémios começam a ser distribuídos no Festival de Cannes e os dois primeiros já foram atribuídos.

O Prémio Ecuménico recaiu sobre o filme “Radiance” (título original “Hikari”) da japonesa Naomi Kawase.
No filme, um escritor luta para aperfeiçoar descrições audio para deficientes visuais. A audiência do teste aponta demasiado detalhe à primeira tentativa e demasiada assertividade à segunda. Um pouco à semelhança da cinematografia da realizadora, segundo alguns críticos.

Naomi Kawase expressa o alívio sentido pela recetividade ao filme: “Este é o primeiro prémio do Festival de Cannes e eu fico grata pelo alívio de perceber que a mensagem do meu filme “Radiance” chegou a toda a gente e estou orgulhosa de a partilhar e muito grata a todos os que a apoiam.”


Já o almejado prémio da Federação Internacional da Imprensa de Cinema foi para o filme francês “120 Batimentos Por Minuto”, de Robin Campillo, sobre a luta do movimento ativista ACT UP, nos anos 90 em Paris, à volta do vírus da imunodeficiência humana e da SIDA.


O protagonista Nahuel Perez Biscayart partilha a alegria de ver o filme distinguido: “É hiper importante porque é um prémio de que gostamos muito, um prémio internacional que vai dar, espero eu, uma bela vida ao filme, vamos vê-lo por todo o lado e estamos de tal modo contentes e orgulhosos do filme que fizemos que um prémio como este nos vai dar maior visibilidade, não a nós mas ao filme e ao tema por todo o mundo.”

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.