Donald Trump diz ter "poderes absolutos para perdoar"

Donald Trump diz ter "poderes absolutos para perdoar"
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Recorrendo à rede social _Twitter_, o presidente norte-americano criticou, ainda, os meios de comunicação social por "divulgações ilegais"

PUBLICIDADE

Donald Trump afirmou que tem “poderes absolutos para perdoar” crimes, fazendo aumentar a especulação de que poderá ignorar as conclusões das autoridades que estão a investigar a alegada interferência da Rússia nas eleições presidenciais do ano passado.

Recorrendo à rede social Twitter, o presidente norte-americano criticou, ainda, os meios de comunicação social por “divulgações ilegais”

While all agree the U. S. President has the complete power to pardon, why think of that when only crime so far is LEAKS against us.FAKE NEWS

— Donald J. Trump (@realDonaldTrump) July 22, 2017

Segundo os media do país, Trump tem reunido com juristas para analisar quais os limites dos perdões presidenciais. O jornal “The Washingthon Post”, avançou que o presidente pretende saber se pode indultar os assessores, membros da sua família e a si mesmo.

Donald Trump referiu-se, ainda, à informação revelada pelo mesmo periódico na sexta-feira, sobre as atividades do procurador-geral dos Estados Unidos da América, Jeff Sessions, durante a campanha eleitoral.

A new INTELLIGENCE LEAK from the Amazon Washington Post,this time against A.G. Jeff Sessions.These illegal leaks, like Comey’s, must stop!

— Donald J. Trump (@realDonaldTrump) July 22, 2017

Sessions, na época senador, reuniu-se com o embaixador russo em Washington, Sergei Kislyak, sobre assuntos relacionados com a campanha de Trump, algo que o atual procurador-geral negou, até ao momento.

O presidente norte-americano questionou, ainda, por que razão apenas a sua equipa está a ser investigada, deixando de fora a candidata democrata, Hillary Clinton e o antigo diretor do FBI, James Comey.

So many people are asking why isn’t the A.G. or Special Council looking at the many Hillary Clinton or Comey crimes. 33,000 e-mails deleted?

— Donald J. Trump (@realDonaldTrump) July 22, 2017

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Trump compara problemas legais à perseguição feita ao opositor russo Alexei Navalny

Juiz condena Trump a pagar 355 milhões de dólares por ter mentido sobre a sua fortuna

Nova "Guerra das Estrelas": Rússia desenvolve sistema de mísseis nucleares antissatélite