Israel reforça videovigilância no acesso à Esplanada das Mesquitas

Israel reforça videovigilância no acesso à Esplanada das Mesquitas
De  Nelson Pereira
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Israel instalou novas câmaras que permitem identificar portadores de armas que consigam ludibriar os detetores de metal, no acesso ao Monte do Templo

PUBLICIDADE

Israel instalou este domingo câmaras de alta tecnologia no acesso à Esplanada das Mesquitas, em Jerusalém, Um novo sistema de vigilância que permite melhorar e antecipar a função dos detetores de metal colocados pela polícia israelita, que provocaram os violentos conflitos dos últimos dias.

As forças de segurança israelitas contam assim poder analizar melhor os suspeitos, já que as novas câmaras permitem identificar portadores de armas que consigam ludibriar os detetores de metal e até antes de se aproximarem destes.

Durante este domingo, os palestinianos que se dirigiam ao Monte do Templo recusaram-se a avançar devido às câmaras instaladas.

Os responsáveis israelitas declaram-se abertos a modificar o dispositivo de segurança instalado nos acessos ao lugar sagrado do Islão, depois de terem morrido sete palestinianos nos confrontos em Jerusalém Oriental e na Cisjordânia ocupada e três israelitas num colonato da Cisjordânia, segundo o jornal israelita Haaretz. Em declarações a uma rádio local, o ministro do desenvolvimento regional, Tzachi Hanegbi, defendeu uma posição diferente, garantindo que os detetores de metal vão ficar: “Se os palestinianos não querem entrar na mesquita, então que não entrem.”

O presidente da Autoridade Palestiniana, Mahmoud Abbas, cancelou este domingo uma reunião de segurança agendada com as autoridades de Israel.

O Conselho de Segurança das Nações Unidas reúne-se na segunda-feira para debater a situação.

O Papa Francisco apelou em Roma ao diálogo, depois da oração do Angelus:

“Acompanho com inquietação as graves tensões e a violência destes dias em Jerusalém. Sinto necessidade de exprimir um apelo sincero à moderação e ao diálogo.”

Este domingo o serviço israelita de segurança interna anunciou terem sido detidos 25 membros do grupo palestiniano Hamas a título preventivo, no quadro das tensões no Monte do Templo.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Israel aprova a construção de milhares de novas casas em colonatos israelitas ilegais

Polícia russa prende mais de 100 pessoas em eventos de homenagem a Navalny

Suspeitos de ataque a igreja na Turquia detidos