Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Atenas: Refugiados em greve de fome pedem reagrupamento familiar

Atenas: Refugiados em greve de fome pedem reagrupamento familiar
Tamanho do texto Aa Aa

Determinados em levar o protesto até ao fim, 14 refugiados entraram em greve de fome no centro de Atenas: pedem que o processo de reagrupamento familiar seja concluído. Grande parte é de origem síria e quer seguir para a Alemanha onde está o resto da família e onde já tem autorização de residência. Mas o processo de reagrupamento não avança.

Garantem que o desespero cresce a cada dia que passa. e por isso mesmo, como explica Fawaz à euronews, “há muitos refugiados a sujeitar-se às redes de tráfico de pessoas para tentar ultrapassar a burocracia”. Este sírio diz mesmo que “há gente a vender orgãos para conseguir dinheiro para fugir da Grécia”. Outra refugiada lamenta ter saído da Síria porque, pelo menos “sabia o que esperar e podia morrer com dignidade”.

Entretanto, o governo helénico decidiu encerrar alguns campos de refugiados um pouco por todo o país. O objetivo é encaminhar os migrantes para residências em Atenas e outros centros de acolhimento com melhores condições. Esta ação faz parte do programa financiado pela União Europeia e pelo Alto Comissariado para os Refugiados da ONU.